Bom dia, Investidor! 15 de março de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

Donald Trump continua sendo o protagonista no mercado financeiro, com as investidas protecionistas e os sinais de que ele pretende comandar sozinho as ações da Casa Branca elevando as preocupações dos investidores. Depois de afirmar, assim que foi eleito, em novembro de 2016, que poderia resolver sozinho todos os problemas da economia norte-americana, fazendo a “América grande de novo”, o receio é como o presidente dos Estados Unidos irá levar a cabo tal promessa, de colocar a “América em primeiro lugar”.

Isso porque a imposição de sobretaxa nas importações de aço e alumínio pegou mal nos negócios globais, diante da avaliação de que as tarifas mais elevadas não farão bem à economia dos EUA, elevando o custo de produtos para o consumo pelos norte-americanos. Diante disso, o Federal Reserve pode ser mais incisivo no processo de normalização monetária, aumentando a taxa de juros neste ano mais do que o esperado anteriormente.

O primeiro aumento no custo do empréstimo no país deve acontecer já na semana que vem, quando o Fed se reúne, sob nova direção. A expectativa, aliás, estará na entrevista coletiva do novo presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, a ser conduzida logo após o anúncio da decisão. Os investidores querem saber se o gradualismo do Fed contempla quatro altas até dezembro ou se o cenário básico seguirá projetando só mais dois aumentos.

Diante das novas narrativas sobre o livre comércio e da perspectiva da política monetária do Fed, os investidores elevam a cautela. Ainda não se sabe as implicações da dança das cadeiras no governo Trump, com o secretário de Estado, Rex Tillerson, sendo substituído pelo diretor da CIA, Mike Pompeo, e a escolha pelo conservador, Larry Kudlow, que participou da campanha do então candidato republicano, no lugar do democrata Gary Cohn.

Leia: Pré-Market: America Fist

Destaques Corporativos

Petrobras (PETR4):Petrobras registrou prejuízo líquido de R$ 5,47 bilhões no quarto trimestre de 2017. A receita líquida da companhia atingiu R$ 76,5 bi no período.

Petrobras (PETR4): A Petrobras informou que o seu Conselho de Administração aprovou a adesão da companhia ao regime especial de desinvestimento.

Energisa (ENGI11): Na noite desta quarta-feira, a Energisa anunciou os seus resultados operacionais referente ao 4T17. Segundo a companhia, o lucro líquido do quarto trimestre foi de R$ 261,7 milhões.

Positivo (POSI3): A Positivo anunciou prejuízo líquido de R$ 1,3 milhão no 4T17.

Natura (NATU3): O lucro líquido consolidado da Natura foi de R$ 670,3 milhões em 2017, aumento de 117,5% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Saraiva (SLED4): A Saraiva registrou prejuízo líquido de R$ 2,2 milhões no quarto trimestre. O valor corresponde a uma queda de 90% em relação ao resultado negativo do 4T16.

BR Malls (BRML3): A BR Malls Participações anunciou prejuízo líquido de R$ 652,5 milhões no 4T17. No mesmo período do ano anterior, o prejuízo foi de R$ 144 milhões.

Tim Participações (TIMP3): As principais operadoras de telefonia do Brasil, Tim e Oi, estão cogitando unir suas operações para alcançar a liderança no país.

Recomendações de Ativos 

Itaú Unibanco (ITUB4): A Safra Corretora cortou a recomendação do papel para neutra, com preço-alvo em R$ 56.

Tupy (TUPY3): A equipe do BB Investimentos colocou o preço-alvo (R$ 20) da Tupy em revisão e manteve a recomendação outperform.

Iochpe-Maxion (MYPK3): O banco BTG Pactual ajustou o preço-alvo do ativo para R$ 33 para 2018.

Itaúsa (ITSA4): A Safra Corretora optou por cortar a recomendação do ativo para neutra, com preço alvo de R$ 15.

Notícias

Cotação / Minério de Ferro – Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na china, encerraram a jornada desta quinta-feira com alta de 1% a 490 iuanes por tonelada.

IGP-10 / FGV – Segundo dados da FGV, o Índice Geral de Preços registrou alta de 0,45% durante o mês de março.

Cotação / Bitcoin – A principal criptomoeda iniciou mais um dia em queda. Nesta quinta-feira, o Bitcoin estava com variação negativa de 0,18%, sendo cotado a US$ 8.169,8.

Agenda Econômica 

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) referentes a março.

* O Ministério da Fazenda divulga, às 10h, o relatório Prisma Fiscal com as projeções do mercado para os principais resultados econômicos do governo.

* A FGV divulga às 11h os dados do Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) de fevereiro e do Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) referentes a março.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos LFT com vencimento em 1 de março de 2024.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos LTN com vencimento em 1 de outubro de 2018, 1 de abril de 2020 e 1 de janeiro de 2022.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos NTN-F com vencimento em 1 de janeiro de 2025 e 1 de janeiro de 2029.

ESTADOS UNIDOS

* Os pedidos de seguro-desemprego da semana encerrada no último sábado serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Trabalho. Na semana anterior, os pedidos subiram em 21 mil, para 231 mil. Analistas esperam queda para 226 mil pedidos.

* Os preços de importação e de exportação de fevereiro serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Trabalho. Em janeiro, os preços de importação subiram 1% ante dezembro. O mercado prevê alta de 0,2% em fevereiro.

* O índice de atividade industrial regional de março será publicado às 9h30 pelo Federal Reserve da Filadélfia. Em fevereiro, o índice subiu a 25,8 pontos, depois dos 22,2 pontos de janeiro. A previsão é de queda para 22 pontos em março.

* O índice de atividade industrial regional Empire State de março será
publicado às 9h30 pelo Federal Reserve de Nova York. Em fevereiro, o índice caiu para 13,1 pontos, de 17,7 pontos em janeiro. Analistas esperam alta para 15 pontos em março.

* O índice de confiança das construtoras de março será publicado às 11h pela NAHB. Em fevereiro, o índice ficou em 72 pontos, mesmo nível de janeiro. O mercado prevê queda para 71 pontos em março.

* O fluxo de capital estrangeiro de janeiro será publicado às 17h pelo Departamento do Tesouro. Em dezembro, o fluxo ficou negativo em US$ 119,3 bilhões. Não há estimativas.

EUROPA E ÁSIA

 

Deixe um comentário