Bom dia, Investidor! 22 de março de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré-Market

Sobram motivos para aguçar o vaivém dos negócios, no Brasil e no exterior nesta quinta-feira. A reação dos mercados domésticos hoje à porta aberta deixada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) para um novo corte na taxa básica de juros em maio, após renovar o piso histórico da Selic ontem, a 6,50%, vai se embaralhar com a expectativa pelo julgamento (14h) no Supremo Tribunal Federal (STF) do pedido que pode evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, turvando o cenário eleitoral deste ano.

Ao mesmo tempo, os investidores ainda ecoam o primeiro aumento nos juros norte-americanos sob o comando de Jerome Powell e a previsão de uma trajetória mais íngreme no processo de normalização da taxa em 2019 e em 2020. Isso sem falar na inesperada decisão do Banco Central da China (PBoC) de elevar em apenas 0,05 ponto, para 2,55%, a taxa de juros de curto prazo (7 dias), a fim de ajustar o fornecimento de caixa ao sistema financeiro, na esteira da decisão do Federal Reserve de aumentar a taxa de juros nos Estados Unidos (FFR) em 0,25 ponto, para a faixa entre 1,50% e 1,75%.

Lá fora, as bolsas da Ásia e da Europa abriram sem muita força, com os investidores assimilando as implicações do aumento do custo do empréstimo nos EUA e na China, em meio às tensões comerciais globais. As bolsas de Hong Kong e de Xangai registraram perdas, antes do presidente Donald Trump anunciar US$ 50 bilhões em tarifas maiores à importação de produtos chineses. Nas moedas, o dólar perde terreno para os rivais de países desenvolvidos – como o iene, o euro e a libra – ao passo que o juro projetado pelos títulos norte-americanos (Treasuries) recuam, após o Fed não sugerir que estaria inclinado a quatro apertos neste ano.

Leia: Pré-Market: Dia D…

Destaques Corporativos 

Petrobras (PETR4): A Petrobras recebeu nesta quarta-feira (21), a segunda parcela, no valor de US$ 300 milhões, referente à operação de cessão de sua participação no bloco exploratório BM-S-8 para a Statoil Brasil Óleo e Gás Ltda., concluída no dia 22 de novembro de 2016.

Minerva (BEEF3): A Minerva Foods deve concretizar na próxima semana, sua captação externa por meio de bônus perpétuos.

Recomendações de Ativos 

Embraer (EMBR3): O BB Investimentos cortou a recomendaão doç ativo para market perform, com preço-alvo em R$ 22,50.

Raia Drogasil (RADL3): O banco UBS optou por manter a recomendação de compra para o ativo, com preço-alvo em R$ 102.

BK Brasil (BKBR3): A equipe do Itaú BBA optou por manter a recomendação como outperform e preço-alvo em R$ 21.

Notícias

Cotação / Minério de Ferro – O minério de ferro registrou queda de 14,5% durante o mês de março.

Taxa Selic / Banco Central – O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, confirmou as expectativas do mercado financeiro nesta quarta-feira (21) e cortou a Taxa Selic em 0,25 ponto percentual, para 6,5% ano ano.

Cotação / Bitcoin – O Bitcoin, principal criptomoeda em circulação, iniciou a quinta-feira com variação negativa de 2.24%, cotado a US$ 8.701.

Agenda Econômica

BRASIL
* O Ministério do Planejamento divulga o relatório de receitas e despesas do primeiro bimestre do ano.

* O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julga habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio da Silva contra execução de pena decretada em segunda instância.

* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h a expectativa dos consumidores para a inflação nos próximos 12 meses referente a março.

* A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga, às 10h, a Sondagem Industrial de fevereiro.

* A Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec) promove reunião com a Petrobras, às 9h, em São Paulo.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos LTN com vencimento em 1 de abril de 2019, 1 de abril de 2020 e 1 de janeiro de 2022.

* O Tesouro promove a partir das 11h leilão de venda de títulos NTN-F com vencimento em 1 de janeiro de 2025 e 1 de janeiro de 2029.

ESTADOS UNIDOS

* Os pedidos de seguro-desemprego da semana encerrada no último sábado serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Trabalho. Na semana anterior, os pedidos caíram em 4 mil, para 226 mil. Analistas esperam queda para 225 mil pedidos.

* A leitura preliminar do índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade dos setores industrial e de serviços de março será publicada às 10h45 pelo IHS Markit.

* O índice de indicadores antecedentes de fevereiro será publicado às 11h pelo Conference Board. Em janeiro, o índice subiu 1% ante dezembro. Analistas esperam alta de 0,6% em fevereiro.

EUROPA E ÁSIA
* União Europeia: o Conselho Europeu, grupo que engloba os chefes de governo e de Estado do bloco, começa uma reunião de dois dias.

* Alemanha: a leitura preliminar dos índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade dos setores industrial e de serviços de março será publicada às 5h30 pelo instituto IHS Markit. Em fevereiro, o PMI industrial caiu de 61,1 para 60,6 pontos e o PMI de serviços caiu de 57,3 para 55,3 pontos.

* Eurozona: a leitura preliminar dos índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade dos setores industrial e de serviços de março será publicada às 6h pelo instituto IHS Markit. Em fevereiro, o PMI industrial caiu de 59,6 para 58,6 pontos e o PMI de serviços recuou de 58 para 56,2 pontos.

* Eurozona: o saldo em conta corrente de janeiro será publicado às 6h pelo Banco Central Europeu (BCE). Em dezembro, houve superávit de 29,9 bilhões de euros na conta corrente.

* Alemanha: o índice IFO de confiança do empresário de março será publicado às 6h30 pelo CESifo Group. Em fevereiro, o índice caiu de 117,6 para 115,4 pontos.

* Reino Unido: as vendas no varejo de fevereiro serão publicadas às 6h30 pelo departamento de estatísticas. Em janeiro, as vendas cresceram 1,6% em base anual.

* Reino Unido: a decisão de política monetária será publicada às 9h pelo Banco da Inglaterra.

* Japão: o índice de preços ao consumidor de fevereiro será publicado às 20h30 pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicação. Em janeiro, os preços subiram 1,4% em base anual.

 

Deixe um comentário