ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Co-fundador da Uber anuncia criação de criptomoeda

LinkedIn

De acordo com o site de notícias Fortune, Garrett Camp, um dos co-fundadores da empresa Uber, lançará sua própria criptomoeda. Segundo Camp, ele quer que seja uma moeda digital global que possa ser usada como meio de pagamento para as transações diárias.

No total, serão emitidos um trilhão de moedas, das quais 50% serão distribuídas gratuitamente entre os primeiros meio bilhão de usuários registrados e verificados. Serão dadas 20% às universidades que administrarão nós confiáveis, 10% aos consultores de projetos, 10% aos parceiros estratégicos e outros 10% à Fundação Eco, que será responsável por criar e manter a rede.

O próprio Garrett Camp, juntamente com um pequeno número de parceiros do seu fundo de risco e acelerador Expa, pretende alocar US $ 10 milhões para despesas operacionais da Eco Foundation. Vale ressaltar que o projeto não planeja criar uma ICO, o que permitirá evitar possíveis problemas legais.

O whitepaper original Eco explica que o projeto quer melhorar alguns aspectos das moedas digitais. Por exemplo, planeja-se usar apenas nós verificados para suportar a rede e confirmar as transações. Tal decisão pode, de fato, ser justificável em termos de segurança de rede, eliminando uma série de ameaças externas, mas de fato privando a Eco da descentralização.

Outra diferença entre Eco e o bitcoin será sua estrutura de recompensa. Em vez dos mineiros que competem pela recompensa, no sistema Eco, cada vez que o nó confirma o bloco de transação, a recompensa será distribuída em toda a rede entre todos os nós e usuários.

Uma entrada separada no blog Eco diz que o projeto foi projetado para criar uma moeda global, que será mais fácil, mais segura e mais rápida do que o papel-moeda. Sendo um projeto de código aberto que não será controlado por uma pessoa, organização ou país, a Eco também garantirá uma distribuição mais equitativa dos recursos dentro da comunidade.

Também se observa que o projeto busca criar uma rede de universidades comprovadas para construir uma infraestrutura financeira distribuída e cooperativa que seja eficiente e fácil de usar.

 

Deixe um comentário