Dólar cai com alívio sobre alta de juros nos EUA

LinkedIn

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (9), com os investidores reagindo de maneira positiva aos dados de empregos nos Estados Unidos, que diminuíram os temores de que os juros poderiam disparar no país.

Histórico 

A moeda teve queda de 0,40%, cotada a R$ 3,2505 para compra e R$ 3,2514 para venda.

Após 7 pregões em março, a moeda valorizou 0,26%. Já se foram 4 fechamentos negativos contra 3 positivos. Em fevereiro, a divisa americana fechou cotada a R$ 3,2421 para compra e R$ 3,2428 para venda.

Em 2018, após 46 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 1,90%. Já se foram 22 pregões em alta, contra 24 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Influências

O Banco Central brasileiro não anunciou intervenção para o mercado cambial nesta sessão, por enquanto. Em abril, vencem US$ 9,029 bilhões em swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda de dólares no mercado futuro.

O Federal Reserve, banco central norte-americano, apontou que deve aumentar as taxas de juros três vezes neste ano, com grandes apostas dos agentes econômicos de que o primeiro movimento ocorrerá neste mês.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, manteve os planos  de taxar em 25% as importações de aços e em 10% as de alumínio. Entretanto, ele disse que a sua administração poderá remover tarifas para nações especificas como o México e o Canadá. A medida vale a partir de 23 de março.

Os postos de trabalho criados em fevereiro nos Estados Unidos aumentou para 313 mil. Conjuntamente, a inflação salarial se mostrou contida, diminuindo  as preocupações sobre um maior aperto monetário no país.

Deixe um comentário