Bom dia, Investidor! 11 de abril de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

A pressão sobre o Supremo Tribunal Federal (STF) esvaziou-se, após a decisão do ministro Marco Aurélio Mello de não levar hoje ao plenário da Corte nova discussão sobre prisões na segunda instância, o que deve aliviar os negócios locais, diante da perspectiva de que o ex-presidente Lula segue preso. Com isso, as atenções dos mercados domésticos se voltam ao exterior, onde os investidores ponderam um aparente alívio das tensões do comércio global e a escalada do conflito na Síria, diante de um iminente ataque militar dos Estados Unidos.

Os índices futuros das bolsas de Nova York amanheceram no vermelho, uma vez que termina hoje o prazo de 48 horas dado pelo presidente norte-americano, Donald Trump, para tomar uma “decisão importante” em relação ao regime de Assad, acusado de usar armas químicas em ataque à cidade de Duma. Em meio a esse suspense, as principais bolsas europeias abriram em queda, após uma sessão de desempenho misto na Ásia.

Trump afirmou que os responsáveis pelo ataque químico na cidade vizinha à capital Damasco vão pagar um “alto preço”. A ação matou pelo menos 40 pessoas e a expectativa pela resposta vinda da Casa Branca reduz o apetite por risco, o que pesa nas commodities industriais, ao mesmo tempo em que mantém a busca por proteção em ativos seguros, com destaque para o dólar e os títulos norte-americanos (Treasuries).

Leia: Pré-Market: Sem trégua

Destaques Corporativos

Kroton (KROT3): A Kroton informou na noite desta terça-feira (10), após o fechamento do mercado, que criou a Saberholding exclusivamente dedicada ao mercado de educação básica. Além disso, a empresa informou também que concluiu a aquisição do Centro Educacional Leonardo da Vinci (CELV).

IRB Brasil (IRBR3): O IRB Brasil está buscando por investidores para comprar um investimento que a empresa possui em Londres, na IRB London Branch.

Eletrobras (ELET6): A Eletrobras alterou a data do leilão de privatização das suas seis distribuidoras. Segundo a empresa, o leilão estava previsto para ocorrer no dia 21 de maio. O presidente da estatal, Wilson Ferreira Junior, acredita que a venda ocorrerá mais próxima do fim do mês.

Smiles (SMLS3): Ativa há menos de um mês, a parceria entre a Smiles e o Uber tem trazido resultados positivos para as empresas. Já na primeira semana, os clientes da Smiles adquiriram o equivalente a R$ 1 milhão em créditos para viagens com o aplicativo de mobilidade.

Engie Brasil (EGIE3): A Engie Brasil Energia informou ao mercado que o processo de negociação com a empresa ContourGlobal, com objetivo a aquisição do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda e do Complexo Pampa Sul, não evoluiu como o esperado.

Gol Linhas Aéreas (GOLL4): A Gol anunciou nesta terça (10), que o seu conselho de administração aprovou o programa de recompra de ações de emissão da companhia. O principal objetivo é adquirir pelo menos 740 mil ações preferenciais. Atualmente, a Gol possui 266 milhões de ações negociadas na Bolsa.

Eletrobras (ELET6): A agência de classificação de risco Moody’s reafirmou o rating da Eletrobras em ‘Ba3’, com perspectiva estável. Além disso, a agência também reafirmou a avaliação de crédito básica da empresa em ‘b1’, com perspectiva estável.

M. Dias Branco (MDIA3): Após a Polícia Federal cumprir mandado de busca e apreensão na empresa M. Dias Branco, as ações da empresa apresentaram queda de 4,36%, nesta terça-feira (10). A busca foi motivada após delação do doleiro Alberto Youssef, que confirmou repasses de R$ 1,2 milhão ao ex-deputado Luiz Argôlo pelas empresas Grande Moinho Cearense e M. Dias Branco.

Recomendações de Ativos

(CSNA3): O HSBC aumentou o preço-alvo do ativo para R$ 8,75 e elevou a recomendação para neutra. 

Notícias

Inflação: Divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, subiu menos do que o esperado pelo mercado financeiro, ao registrar desaceleração de 0,9%. Com isso, o indicador atingiu a menor baixa desde a implantação do Plano Real, em 1994.

Agenda Econômica

BRASIL
* O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio deve apresentar requerimento na abertura da sessão na Corte para apreciação de pedido de liminar apresentado pelo Partido Ecológico Nacional (PEN) contra prisão após condenação em segunda instância.

* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados da primeira prévia do Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a abril.

* O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h os dados da produção industrial regional referentes a fevereiro.

* O Banco Central (BC) divulga às 12h30 os dados do fluxo cambial até a sexta-feira passada.

ESTADOS UNIDOS
*O índice de preços ao consumidor de março será publicado às 9h30 pelo Departamento do Trabalho. Em fevereiro, o índice subiu 0,2% ante janeiro. Analistas esperam estabilidade no índice em março.

* A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30 pelo Departamento de Energia (DoE). Não há estimativas até o momento.

* A ata da última reunião de política monetária será publicada às 15h pelo Federal Reserve.

* O orçamento do Tesouro de março será publicado às 15h pelo Departamento do Comércio. Analistas preveem déficit de US$ 175 bilhões.

EUROPA E ÁSIA
* Reino Unido: a balança comercial de fevereiro será publicada às 5h30 pelo departamento de estatísticas. Em janeiro houve déficit de 3,1 bilhões de libras.

* Reino Unido: a produção industrial de fevereiro será publicada às 5h30 pelo departamento de estatísticas. Em janeiro, a produção cresceu 1,3% ante dezembro.

* Eurozona: o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, fará um discurso às 8h e responderá a perguntas da audiência em evento em Frankfurt.

Deixe um comentário