Dóllar Week: moeda valoriza 1,42% em meio aos rumores da guerra comercial no exterior

LinkedIn

Com 1,42% de valorização o dólar encerrou esta semana, em meio aos rumores da guerra comercial desencadeada pelo os Estados Unidos e a China.

No começo da semana, os Estados Unidos fizeram mais uma ameaça de tarifas sobre o território chinês. Desta vez, o presidente americano, Donald Trump, prometeu impor uma taxa de 10% sobre US$ 200 bilhões de bens chineses. Na mesma direção, Pequim declarou que poderia retaliar às medidas do americano. Uma retaliação organizada pela China na última semana, gerou tarifas sobre US$ 50 bilhões em bens dos EUA – decisão tomada após Trump anunciar taxas parecidas sobre bens chineses.

Com a cena intensa sobre o setor do comércio, os Estados Unidos começaram a receber as primeiras sanções. A União Europeia determinou que irá impor tarifas sobre 2,8 bilhões de euros – (valor equivalente a US$ 3,2 bilhões) em bens norte-americanos a partir de ontem (22). O comunicado anunciado pela Comissão Europeia ainda pontua que as tarifas serão de 25% em cima de diversos produtos, os agrícolas são os destaques.

Com a mesma intenção, Trump também ameaçou ontem (22) impor sobretaxas de 20% sobre exportações de veículos da União Europeia. Em sua conta no Twitter, o republicano deixou claro a sua posição. “Se estas tarifas e barreiras não forem quebradas e removidas, vamos colocar uma tarifa de 20% sobre todos os carros deles que vierem aos EUA. Fabriquem eles aqui!”, disse.

Do lado brasileiro, o clima é de atenção na cena política, uma vez que as eleições de outubro se aproximam sem grandes propostas dos pré-candidatos para a área fiscal.

Ontem (22), a moeda teve alta de 0,53%, cotada a R$3,7819 para compra e R$3,7831 para venda.

Após 16 pregões em junho, a moeda valorizou 1,24%. Houve 4 fechamentos negativos contra 11 positivos. Em maio, a divisa americana fechou cotada a R$3,7352 para compra e R$3,7367 para venda.

Em 2018, após 118 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 14,14%. Já se foram 69 pregões em alta, contra 49 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da semana

Na segunda-feira (18/06), o dólar teve alta de 0,27%, cotada a R$3,7390 para compra e R$3,7400 para venda. No dia seguinte, ele aumentou 0,12%, cotada a R$3,7437 para compra e R$3,7443 para venda.

No meio da semana, a moeda ampliou 1,03%, cotada a R$3,7816  para compra e R$3,7827 para venda. Na quinta-feira (21), a moeda caiu 0,51%, cotada a R$3,7616 para compra e R$3,7633 para venda.

Ontem (22), a moeda cresceu 0,53%, cotada a R$3,7819 para compra e R$3,7831 para venda.

Deixe um comentário