Saiba como manter seus investimentos com juros baixos

LinkedIn

Com os juros mais baixos aplicações como a poupança e outros investimentos comuns de bancos mal cobrem a inflação. E agora?

Muitos investidores podem ter feito essa pergunta neste momento do menor valor da história dos juros. Mas o que é realmente importante avaliar agora são os investimentos que você tem na carteira e como mantê-la rentável.

Neste texto você poderá entender um pouco mais sobre rentabilidade, risco e liquidez para investir com qualidade. A partir deste requisitos você, investidor, poderá manter uma carteira de investimentos sólida e diversificada com ótimos ativos. E para saber a importância de cada um desses itens e como manter seus investimentos neste momento, continue acompanhando.

  • Rentabilidade (elevada dependendo de suas escolhas

Este é um dos tópicos primordiais para a melhor escolha dos ativos para a sua carteira de investimentos. Afinal, quem é que não busca alta rentabilidade para seus investimentos?

Neste momento em que os juros estão em baixa, investir em ativos de renda variável, como fundos multimercado e fundos de ações, por exemplo, podem ser ótimas saídas por possuírem altos rendimentos.

Como também investir em aplicações de crédito privado que além de possuírem muitas opções, alcançam rendimentos elevados. Um grande exemplo são as debêntures que superam os títulos públicos.

É muito importante que saiba o que são debêntures,além de suas vantagens e desvantagens para que possa às incluir em sua carteira de investimentos também. Hoje em dia existem muitas opções para que a alta rentabilidade seja alcançada, mas é primordial saber que quanto maior ela estiver, maior poderá ser o risco.

Por isso é preciso sempre avaliar os melhores investimentos de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos traçados para suas aplicações. 

  • Diversificar a carteira = riscos menores

A ideia de diversificar sua carteiraé que ela não seja dependente do resultado de um único ativo específico. Ou seja, possuir algumas opções mais agressivas e também mais conservadoras, por exemplo, poderão tornar suas aplicações menos arriscadas. E falamos de riscos porque quanto mais investimentos diferentes você escolher aplicar em seu patrimônio, menor será o risco de perda dele.

Se, por exemplo, você investir 10% do seu patrimônio em uma empresa que decrete falência, você saberá que a perda será somente daquela porcentagem do seu patrimônio enquanto os outros 90% continuarão protegidos e produzindo retorno para sua carteira. Aliás, dependendo de quais forem os outros investimentos da sua carteira, em pouco tempo eles poderão trazer o retorno que trará de volta os 10% perdidos no exemplo anterior.

Existem muitos casos nos quais isso pode ocorrer e por isso diversificar a carteira poderá ser não apenas uma ótima saída para quem busca menos riscos como uma condição básica necessária para tornar seus investimentos mais eficientes a longo prazo. 

  • Liquidez

A liquidez corresponde a facilidade que temos para transformar um ativo em caixa. Ou seja, este tópico trata do quão rápido seu investimento se reverte em dinheiro na sua conta. E em muitos casos, pode não ser notada como uma característica importante do investimento, mas você já imaginou solicitar seu valor aplicado e ele só ser liberado em sua conta no mês seguinte?

Pois é, isso ocorre em muitos investimentos e por não avaliar isso antes da compra o investidor pode ser prejudicado tendo que aguardar o tempo que foi estipulado para receber seu dinheiro de volta, seja um mês ou até mesmo um ano. Por isso é muito importante que avalie a liquidez em todos os ativos que for investir, assim poderá selecionar as melhores opções e retirar quando for necessário.

Mas lembrando que retirar seu dinheiro aplicado antes da data de vencimento pode acarretar alguns descontos. Logo, avaliar o tempo em que seu dinheiro estará aplicado também é uma característica muito relevante na hora de investir.

Entretanto, para quem possui o objetivo de investir a longo prazo, existem ótimas alternativas, como debêntures, CRI, CRA e demais títulos com vencimentos longos, como até mesmo alguns CDBs que podem oferecer rentabilidade bem superior à média do mercado.

Mas é muito importante ter ciência de quais são os riscos destes investimentos, da dificuldade e também os riscos de resgatar o dinheiro antes do vencimento. E essa liquidez baixa em comparação a outros investimentos, caracteriza-se exatamente em aplicações das quais é necessário manter por mais tempo seu dinheiro rendendo.

Conclusão

Como vimos, não é difícil fazer uma boa escolha de investimentos para sua carteira. Mas é importante sempre avaliar as características primordiais para que não seja prejudicado. Sendo assim é preciso avaliar investimentos com boa liquidez, rentabilidade e produtos com menos riscos, obtendo como consequência positiva a diversificação.

Ou seja, aproveitando o momento de queda de juros, é possível aumentar o leque de ativos em sua carteira e correr menos riscos de perda e até mesmo alcançar rendimentos elevados.

Gostou das dicas? Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Mais Retorno é uma fintech que tem como objetivo informar, ensinar e desmistificar o mundo dos investimentos e finanças pessoais para investidores de todos os níveis, com isenção e uma linguagem divertida, interessante, prática e acessível.

Deixe um comentário