UBS corta preços-alvo das ações dos principais bancos brasileiros

LinkedIn

Investing.com – O UBS reduziu nesta segunda-feira os preços-alvo das ações dos principais bancos brasileiros, levando com consideração o impacto de maior custo de capital após tombo recente nos mercados e elevação do risco-país em mais de cem pontos nas últimas oito semanas.

Em relatório enviado a clientes, os analistas do banco suíço cortaram o preço-alvo do Itaú Unibanco PN (BOV:ITUB4) de R$53 para R$44, do Banco do Brasil ON (BOV:BBAS3) de R$50 para R$41,6, com a recomendação sendo mantida para neutras. No caso do Bradesco PN (BOV:BBDC4), o preço-alvo foi reduzido de R$ 35 para R$ 28,7. Já as units do Santander Brasil (BOV:SANB11), tiveram redução foi de R$29 para R$24, com recomendação de venda.

Os analistas entendem que o impacto de maior custo de capital vale para todo o setor, mas tem tons diferentes para cada banco. Instituições como Itaú e BB, tendem a ter uma agenda mais defensiva e positiva neste momento de turbulência de mercado: “ora pelo excesso de provisões e posição confortável de capital no caso do Itaú, ora pela agenda de racionalização de custos ambiciosa no caso do BB”.

O UBS ressaltou o risco que a recente alta nas taxas de juros da dívida pública nos lucros no sistema bancário representa. Para Bradesco e Santander Brasil, os riscos se concentram na aposta de ambos os bancos de que a compressão nos juros dos títulos iria durar.

Com isso, as ações do BBAS3 operam com ganhos de 0,19% a $ 26,14, com as do ITUB4 perdendo 0,37% a R$ 34,92. Já BBDC4 tem perdas de 1,22% a R$ 25,82, com SANB11 caindo 2,16% a R$ 29,50.

Deixe um comentário