Bom dia, Investidor! 20 de julho de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!     

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

Já que os tempos de inflação baixa e atividade em recuperação ficaram para trás, a bola da vez no Brasil é olhar para o futuro e tentar adivinhar quem será o próximo presidente do país. Com o fim da Copa do Mundo após a saída precoce da seleção canarinho, as eleições presidenciais de outubro vêm aí e entram de vez no radar do mercado financeiro doméstico.

Ainda nem havia sido definida a posição do chamado “Centrão” – formado pelas legendas PP, PR, PRB, DEM e SD – no pleito e os negócios locais já estavam animados com a chance de a maior coligação partidária apoiar o ex-governador Geraldo Alckmin. A decisão foi anunciada ontem à noite, renovando as esperanças dos investidores em relação ao próximo presidente.

O tucano ainda é quem mais agrada ao mercado devido ao perfil reformista e viés fiscalista. Ter o Centrão como aliado implica maior tempo de TV e capilaridade em pequenas cidades do país, o que pode facilitar a vitória na primeira batalha da eleição, garantindo um lugar na disputa em segundo turno contra Jair Bolsonaro.

Os investidores também estão atentos às convenções partidárias, que começam hoje e podem tornar o cenário político mais claro. O prazo para que os partidos anunciem seus candidatos vai até 5 de agosto, sendo que um dos primeiros nomes para a corrida eleitoral deve ser anunciado pelo PDT de Ciro Gomes – que vinha apavorando o mercado.

Por ora, os investidores mantêm as apostas de que o Banco Central terá de dar início a um ciclo de alta dos juros básicos antes do fim do ano, em meio aos receios com as eleições e as contas públicas. O cenário fiscal continua sendo o principal risco doméstico e o mercado acredita que somente um governo eleito com caráter reformista será capaz de colocar em prática medidas de ajuste.

Por: Olívia Bulla

Destaques corporativos 

Tim Participações (TIMP3): A Tim anunciou nesta quinta-feira (19), após o encerramento de pregão, o seu resultado referente ao 2T18. De acordo com a empresa, a receita líquida do período foi de R$ 4,171 bilhões, enquanto o lucro liquido foi de R$ 335 milhões — avanço 53,2% acima do resultado reportado no mesmo período do ano anterior.

JBS (JBSS3): A BNDESPar, holding de investimentos do BNDES, confirmou em nota que já foi procurada por representantes de investidores interessados em adquirir sua participação de quase 22% na JBS.

Embraer (EMBR3): Em comunicado, a Embraer afirmou que ao longo do segundo trimestre, a empresa entregou 28 jatos para o mercado de aviação comercial dos Estados Unidos, dobro do que entregou nos três primeiros meses do ano.

Cemig (CMIG4): A Cemig, companhia de energia elétrica de Minas Gerais, controlada pelo governo do Estado de Minas, está em busca de sócios para investir em geração distribuída, um negócio ainda inédito para a empresa.

Randon (RAPT4): A Randon divulgou os seus resultados referentes ao mês de junho de 2018. De acordo com a empresa, a receita líquida consolidada da companhia, atingiu R$ 360,8 milhões ou 46,1% maior que a registrada em junho de 2017.

Oi (OIBR4): A Oi, empresa que ainda se encontra no processo de recuperação judicial, finalizou a reestruturação da sua dívida com bancos estrangeiros nesta semana. Ao todo, o processo envolveu US$ 1,6 bilhão e 15 instituições presentes na lista de credores, incluindo bancos comerciais e agências de crédito à exportação.

Petrobras (PETR4): A Petrobras declarou nesta sexta-feira (20) à ANP, a comercialidade das acumulações de petróleo, localizadas em áreas adjacentes ao campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos. A área de Entorno de Sapinhoá foi adquirida pelo consórcio em 2017, na 2ª Rodada de Licitações sob o regime de partilha da produção.

Fras-le (FRAS3): Em comunicado, a Fras-le informo que durante os seis primeiros meses de 2018, a empresa registrou uma receita líquida de R$ 529,2 milhões, aumento de 34,8% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Recomendação de ativos 

Cia. Hering (HGTX3): A Brasil Plural elevou a recomendação da Cia. Hering de underweight para equalweight. O preço-alvo do ativo foi reduzido para R$ 18.

Tim (TIMP3): O banco UBS optou por manter a recomendação da Tim como compra e preço-alvo de R$ 17, após a empresa divulgar os seus resultados.

Banrisul (BRSR6): A equipe do Santander estabeleceu um novo preço-alvo para o papel do Banrisul, passando para R$ 30.

Notícias 

Minério de Ferro: Os contratos futuros do minério de ferro, negociados na bolsa de Dalian, na China, encerraram a jornada desta sexta-feira com valorização de 0,42% a 473,00 iuanes por tonelada.

IPCA-15: Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,64% em julho, sobre alta de 1,11% no mês anterior

Agenda Econômica

CapturadeTela2018-07-20às09.32.41

Deixe um comentário