Bom dia, Investidor! 15 de agosto de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Pré Market

A juíza Rosa Weber assumiu ontem à noite a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, na véspera do fim do prazo de registro das candidaturas às eleições deste ano. Em meio a manifestações na capital federal em favor do ex-presidente Lula como candidato ao Palácio do Planalto, ela afirmou que o TSE cumprirá sua missão com firmeza.

O mercado financeiro doméstico está ressabiado com a evolução do processo em torno do candidato do PT, o que se soma à cautela no exterior com a crise na Turquia, que volta a testar o apetite por risco. Por aqui, o maior receio é com uma eventual morosidade na decisão da Justiça Eleitoral sobre a impugnação de Lula pela Lei da Ficha Limpa.

Se demorar para impedir a participação dele na disputa presidencial, abre-se espaço para expor a imagem do petista durante a campanha eleitoral na TV, que começa dia 31. O TSE tem até 17 de setembro para definir sobre as candidaturas registradas. Ainda assim, cabem recursos às decisões, o que poderiam manter Lula como um candidato sub judice.

Relatos de que a Corte eleitoral pode delongar a avaliação do pedido de registro da chapa petista, dando um curso normal ao processo, acenderam ontem a luz amarela nos negócios locais. Se essa tese ganhar força, a análise da candidatura de Lula será distribuída para um relator, mas a decisão não será individual – e sim do colegiado.

Parecendo estar ciente desse rumor, Rosa Weber afirmou ontem, ao tomar posse na presidência do TSE, que uma candidatura que não sofrer impugnação pode ser indeferida “de ofício” pelo relator. Isto é, a decisão da Corte eleitoral pode ser tomada sem a necessidade de uma abertura de processo e de julgamento pelo plenário.

Além dessa questão jurídica, os investidores também monitoram as manifestações a favor da candidatura de Lula. Centenas de manifestantes se deslocam rumo a Brasília, em caravanas vindas de vários Estados, de modo a pressionar para que o petista possa concorrer ao cargo de presidente da República.

Por Olívia Bulla

Destaques corporativos 

Banrisul (BRSR6): O Banrisul reportou lucro líquido de R$ 262 milhões no segundo trimestre de 2018, alta de 39,6% na comparação com o mesmo período de 2017.

Cemig (CMIG4): A Cemig registrou prejuízo líquido de R$ 60,3 milhões no 2T18. No mesmo período de 2017, a empresa teve lucro de R$ 138,1 milhões. O Ebitda foi de R$ 810,1 milhões, aumento de 9,53% em relação ao 2T17.

Vale (VALE3): Em comunicado enviado ao mercado, a Vale informou que vai realizar o pagamento de juros das debêntures da 9ª emissão no dia 15 de agosto de 2018, através do Bradesco, banco liquidante das debêntures.

CESP (CESP6): A Cesp teve lucro líquido de R$ 340,9 milhões no 2T18. Esse valor corresponde a alta de 410,3% em relação ao 2T17.

Qualicorp (QUAL3): A Qualicorp registrou lucro líquido de R$ 88,6 milhões no 2T18, 24,1% superior ao 2T17. As informações constam no balanço divulgado pela empresa nesta terça-feira (14).

Estácio (ESTC3): No segundo trimestre de 2018, a Estácio reportou lucro líquido de R$ 236,9 milhões e um ganho de margem de 6,4 p.p.

Marfrig (MRFG3): A Marfrig divulgou na noite desta terça-feira (14), o seu resultado referente ao segundo trimestre de 2018. No período entre abril e junho, a receita líquida proforma consolidada foi de R$ 9,9 bilhões, um aumento de 21% em relação ao mesmo trimestre do ano passado.

Eletrobras (ELET6): No segundo trimestre de 2018, a Eletrobras apresentou um lucro líquido de R$ 2,83 bilhões. O resultado foi superior ao lucro de R$ 344 milhões obtido no 2T17.

Dommo (DMMO3): Pelo terceiro trimestre consecutivo, a Dommo Energia apresentou lucro líquido positivo de R$ 198.770 no 2T18, em face de R$ 70.229 no trimestre anterior, devido principalmente, de eventos não recorrentes que não possuem efeito caixa.

Kroton (KROT3): Em comunicado, a Kroton anunciou a distribuição de dividendos intercalares no montante total de R$ 177.591.992,37, correspondente a R$ 0,1091546243 por ação ordinária de emissão da companhia. O valor será pago até o dia 29 de agosto e contemplará a posição acionária do dia 20 de agosto.

JBS (JBSS3): A JBS reportou prejuízo líquido de R$ 911,1 milhões no segundo trimestre de 2018, contra um lucro líquido de R$ 309,8 milhões registrado no mesmo período do ano anterior.

CCR (CCRO3): No segundo trimestre de 2018, o lucro líquido consolidado da CCR registrou queda de 58,4%, encerrando o período em R$ 277,7 milhões.

Recomendação de ativos 

SLC Agrícola (SLCE3): Após divulgar os resultados do segundo trimestre, a equipe do BTG Pactual optou por elevar o preço-alvo da SLC para R$ 52. A recomendação neutra foi mantida.

Mahle Metal Leve (LEVE3): Os analistas do BB Investimentos atualizaram o preço-alvo da Mahle para R$ 33, com recomendação outperform.

Notícias

Minério de ferro: Os contratos futuros do minério de ferro registraram a quinta queda seguida na bolsa chinesa de Dalian, encerrando a jornada desta quarta-feira com desvalorização de 1,6% a 502,50 iuanes por tonelada.

IGP-10:  O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) subiu 0,51% em agosto, sobre alta de 0,93% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quarta-feira.

Agenda econômica 

CapturadeTela2018-08-15às09.30.02

Deixe um comentário