Cyrela opera em queda após divulgação de prévia operacional do 3º trimestre

LinkedIn

Investing.com – No começo da sessão desta quarta-feira, as ações da Cyrela (BOV:CYRE3) operam com leve queda de 1,00% a R$ 12,91. A companhia divulgou na noite de ontem a prévia operacional do terceiro trimestre com crescimento de 72,7% nos lançamentos na base anual, para um total de R$ 918 milhões.

Na visão da Mirae Asset, os dados são positivos, mas a corretora lembra que ainda são em cima de uma base fraca. Os analistas se mostram com esse setor para os próximos anos e acreditam que as ações da CYRE3 reajam positivamente com estes dados. A recomendação é de Compra, com upside de 19%.

Para Eduardo Guimarães, analista da Levante Ideias, o destaque positivo ficou por conta da retomada do volume de lançamentos, que totalizou R$ 711 milhões no trimestre e R$ 1,6 bilhões nos nove primeiros meses de 2018, um aumento de 18% em relação ao mesmo período de 2017.

O indicador de velocidade de vendas nos últimos 12 meses melhorou de 32,7% no terceiro trimestre de 2017 para 39,4% no mesmo período de 2018.

Para Guimarães, o momento começa a ficar mais positivo para as construtoras mais voltadas ao segmento de média e alta renda como a Cyrela, com a retomada do setor imobiliário, que tem ciclo bastante longo e sofreu bastante nos últimos anos.

“Acreditamos que pode haver um aumento no volume de lançamentos no quarto trimestre de 2018, que historicamente responde por 60% do volume de lançamentos do ano” disse o analista em nota divulgada hoje.

Do total, 711 milhões de reais corresponderam a empreendimentos da própria Cyrela e os demais 207 milhões foram de parceiros. Ainda segundo a prévia operacional, a companhia lançou no trimestre encerrado em setembro 12 projetos, sendo 7 na cidade de São Paulo, 3 no Rio de Janeiro e 1 em Campinas.

Já as vendas líquidas contratadas cresceram 29,2% no período, para 943 milhões de reais, dos quais 419 milhões correspondiam a imóveis para alta renda e 523 milhões eram de médio padrão e voltados ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).

A participação da Cyrela nas vendas contratadas foi de 73% no terceiro trimestre, ante 76% um ano antes. Conforme a companhia, 17% dos imóveis vendidos eram do estoque pronto, enquanto 35% estavam em construção e 48% eram lançamentos.

O indicador que mede a velocidade de vendas, conhecido como VSO, de 12 meses subiu para 39,4% ao fim de setembro, ante 32,7% um ano atrás.

Com Reuters. 

Deixe um comentário