Eleições 2018: Datafolha confirma subida de Bolsonaro, para 32% dos votos, e rejeição maior a Haddad;

LinkedIn

Pesquisa do Datafolha feita nesta terça-feira (2) com 3.240 eleitores reforçou a tendência indicada no levantamento feito pelo Ibope. A cinco dias da eleição, o candidato à Presidência da República do PSL, Jair Bolsonaro, parou de cair e voltou a subir, atingindo 32% das intenções de voto, quatro pontos percentuais a mais que no levamento anterior.

A oscilação superou a margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Já Fernando Haddad, do PT, oscilou de 22% para 21%, mantendo-se em segundo lugar. Ciro Gomes, do PDT, ficou estável, em 11%, enquanto Geraldo Alckmin, do PSDB, caiu de 10% para 9%. Marina Silva, da Rede, caiu de 5% para 4%.

Já na simulação de segundo turno, Bolsonaro melhorou seu desempenho, passando de 39% para 44%, enquanto Fernando Haddad caiu de 45% para 42%.

O Datafolha destaca que Bolsonaro cresceu mesmo com as manifestações contra o candidato por grupos de mulheres no fim de semana. E, apesar do #elenão, o capitão reformado cresceu entre as mulheres, passando de 21% para 27% das intenções de voto, ultrapassando inclusive Haddad, que tem 20%. Bolsonaro cresceu no Sudeste, de 31% para 36%, ocupando o espaço de Geraldo Alckmin e do PSDB, e no Sul, saltando de 35% para 44%.

Já a taxa de rejeição de Bolsonaro ficou praticamente estável, passando de 46% para 45%, enquanto a de Haddad, do PT, subiu 32% para 41%, um aumento de 9 pontos percentuais. Esse crescimento da rejeição ao candidato petista pode ser a explicação para a melhora do candidato do PSL.

Deixe um comentário