Bom dia, Investidor! 08 de maio de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem, após o fechamento dos mercados, confira o Momento do Investidor.

Destaques corporativos

Petrobras: Petrobras (PETR3) (PETR4) divulgou ontem à noite que registrou um lucro líquido de R$ 4,031 bilhões de janeiro a março, desempenho 42% inferior ao reportado no mesmo período do ano passado, de R$ 6,961 bilhões.

BR Distribuidora: A BR Distribuidora (BRDT3) avalia a possibilidade de adquirir as refinarias que serão colocadas à venda por sua controladora, a Petrobras. Ontem, durante teleconferência, o presidente da distribuidora, Rafael Grisolia, afirmou que a empresa está atenta aos desdobramento do programa de desinvestimento da estatal.

Tim Participações: A Tim (TIMP3) divulgou um lucro líquido normalizado de R$ 251 milhões no primeiro trimestre deste ano, representando uma alta de 2,5% sobre o mesmo período do ano passado.

Banco Daycoval: O banco Daycoval (DAYC4) registrou um lucro líquido de R$ 215,6 milhões no primeiro trimestre de 2019, alta de 30,4% sobre o resultado do mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido médio foi de 25,7%, ante 21,8% no primeiro trimestre do ano passado.

Banco Pan: O Banco Pan (BPAN4) registrou um lucro líquido de R$ 96,1 milhões no primeiro trimestre de 2019 contra R$ 56,5 milhões no mesmo período do ano passado.

Comgás: A Comgás (CGAS5) lucrou R$ 200 milhões no primeiro trimestre de 2019, resultando em um avanço de 11,7% sobre o resultado apresentado no mesmo período do ano passado. O Ebitda foi para R$ 447,1 milhões, mostrando crescimento de 19,4%, e a receita líquida atingiu R$ 2,1 bilhões, 44% a mais do que o faturamento no primeiro trimestre de 2018.

CPFL: A empresa de energia elétrica CPFL (CPFE3) teve um lucro líquido de R$ 570 milhões no primeiro trimestre de 2019, alta de 36% sobre o mesmo período do ano anterior. Já o Ebitda foi de R$ 1,531 bilhão, o que corresponde a um aumento de 12,1% sobre o primeiro trimestre de 2018. A receita operacional líquida foi de R$ 7,127 bilhões, um crescimento de 11,8% na comparação anual.

CSU Cardsystem: A CSU Cardsystem (CARD3) teve um lucro líquido de R$ 4,5 milhões no primeiro trimestre de 2019, queda de 44,3% sobre o mesmo período do ano passado. O dado também foi bem abaixo da mediana das estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que apontava para R$ 41,5 milhões de lucro.

Duratex: A fabricante de produtos de madeira e instalações sanitárias Duratex (DTEX3)registrou um lucro líquido recorrente de R$ 19,26 milhões no primeiro trimestre deste ano, queda de 37,5% em relação ao resultado do mesmo período do ano anterior e bem abaixo dos R$ 40,33 milhões esperados pelo consenso Bloomberg.

Hermes Pardini: A Hermes Pardini (PARD3) reportou um lucro, sem os efeitos do IFRS 16, de R$ 30,2 milhões no primeiro trimestre, representando alta de 1,9%. Com o impacto da norma, o resultado teria sido de 29,069 milhões, em linha com um ano atrás.

Iguatemi: A empresa de shopping centers Iguatemi (IGTA3) registrou um lucro líquido de R$ 55,5 milhões no primeiro trimestre de 2019, desempenho 4,6% abaixo do mesmo período do ano anterior. O Ebitda da companhia ficou em R$ 129,4 milhões, o que corresponde a um aumento de 2,9% sobre o primeiro trimestre de 2018.

Recomendação de ativos

XP Investimentos: Na semana anterior, a XP Investimentos divulgou a nova composição do seu portfólio mensal. Com a Reforma da Previdência no radar, a corretora optou por substituir o papel da B2W pelo da Lojas Renner, além de incluir o papel da Gerdau. Confira! 

Mirae Asset: Mirae Asset divulgou nesta segunda-feira, 6, a nova composição da sua carteira recomendada semanal. Para a semana que se encerra no dia 10, a aposta dos analistas é nos papéis do Banco do Brasil (BBAS3), B3 (B3AS3), Sabesp (SBSP3), Petrobras (PETR4), AES Tietê (TIET11), Gerdau (GGBR4) e Weg (WEGE3).  Confira!

Nova Futura: Nova Futura divulgou nesta segunda-feira, 6, a atualização de sua carteira recomendada de ações para a semana. Deixam o portfólio os papéis da BB Seguridade (BBSE3), Energias do Brasil (ENBR3), CVC (CVCB3) e Movida (MOVI3), dando espaço para as entradas de Gerdau (GGBR4), Light (LIGT3), Raia Drogasil (RADL3), Qualicorp (QUAL3) e Via Varejo (VVAR3). Confira! 

Para conferir todas as carteiras recomendadas de maio, clique aqui!

Notícias

Exportações na China: As exportações da China caíram inesperadamente em abril mas as importações surpreenderam com sua primeira alta em cinco meses, pintando um cenário misto da economia no momento que os Estados Unidos reforçam a pressão sobre Pequim com ameaças de mais tarifas.

De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, as exportações caíram 2,7% sobre o ano anterior. Alguns economistas consultados pela Reuters esperavam que o crescimento desacertasse a 2,3% após salto de 14,2% em março.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em abril deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta quarta-feira, 08, em alta. A commodity iniciou o dia cotada a US$ 70,20, variando 0,45% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Minério de ferro: A sessão desta quarta-feira na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian foi marcada pela desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo registrou desvalorização de 1,23% a 643,00 iuanes por tonelada.

Câmbio

Dólar: O dólar opera em queda nesta quarta-feira (8). Às 9h15, a moeda norte-americana caía 0,38%, vendida a R$ 3,9534.

Na terça, a moeda subiu 0,31%, vendida a R$ 3,9698. Na máxima do dia, o dólar chegou a R$ 4. A última vez que a divisa dos EUA bateu R$ 4 durante o pregão foi em 25 de abril. No entanto, a moeda ainda não fechou nesse patamar este ano.

Agenda econômica

CapturadeTela2019-05-08às09.29.20

Deixe um comentário