As ações mais indicadas pelas corretoras em agosto

LinkedIn

A expectativa de queda mais acentuada dos juros e a aprovação da reforma da Previdência na Câmara e no Senado devem ajudar o mercado acionário em agosto. As estimativas do mercado, segundo o relatório Focus do Banco Central (BC), indicam uma taxa básica Selic de 5,25%, mantendo-se abaixo dos atuais 6% ao ano até o fim do ano que vem, uma das taxas mais baixas da história. E há apostas mais baixas ainda. A Guide Investimentos acredita que houve uma mudança no cenário econômico e acredita que existe espaço mais que suficiente para que haja mais cortes na Selic ao longo de 2019, que poderá fechar o ano em 5,0%. Em relação à atividade, porém, a corretora estima uma alta de apenas 0,8% para o PIB em 2019.

A corretora espera mais um mês de volatilidade em meio ao avanço da reforma da Previdência, com a votação do segundo turno no Plenário da Câmara e o início das discussões no Senado. A expectativa também se volta para o andamento de outros projetos que o Executivo deve encaminhar para o Congresso, como a reforma tributária, a revisão do pacto federativo e o andamento da agenda de privatizações.

Para a bolsa, os múltiplos seguem atraentes, diz a Guide, estimando que as ações estão sendo negociadas por um preço equivalente a 12,3 vezes seu lucro, em linha com sua média histórica nos últimos sete anos, e uma relação de risco – retorno interessante. Algumas empresas seguem melhor preparadas para aproveitar os ventos mais favoráveis deste novo ciclo que a corretora espera. Nomes relacionados às empresas estatais, serviços financeiros ou potenciais alvos de privatizações, além de ativos ligados ao consumo, seguem como as principais teses de investimento, avalia a Guide. No exterior, a gripe suína na China deve ajudar as ações de empresas de alimentos, como a BRF.

Para a corretora Socopa, olhando para frente, a expectativa é de que a sinalização de afrouxamento monetário por parte das principais autoridades monetárias mundiais continue favorecendo os preços das ações, por conta da migração do fluxo de recursos financeiros para aplicações que pagam prêmios de risco mais elevados, visto que os cortes sincronizados de juros entre os bancos centrais vão provocar uma nova onda de juros reais baixos e até negativos em algumas praças. Hoje, a estimativa é que mais de US$ 1 trilhão estão aplicados a juros negativos. Na visão da Socopa, o Ibovespa deve alcançar 110 mil pontos até o final do ano, o que representa potencial de alta para o índice de cerca de 10% até o fim de 2019.

Agosto começa com o cenário externo ainda mais desafiador, com o presidente americano Donald Trump prometendo novas tarifas para importações vindas da China, que respondeu com a desvalorização de sua moeda, observa a corretora Coinvalores. Certamente, as negociações sino-americanas trarão volatilidade ao longo do mês, com impacto principalmente sobre commodities e emergentes. O Brexit volta ao radar e pode trazer alguma aversão ao risco, conforme o avanço da possibilidade de uma ruptura sem acordo.

De toda forma, o noticiário doméstico ainda enseja um viés positivo para os ativos de renda variável, acredita a corretora. Com o fim do recesso parlamentar, a tramitação da Previdência no Senado fica em evidência. Fica no radar a chance de uma proposta em paralelo, para inclusão dos estados e municípios. O processo deve ser finalizado ainda neste trimestre, encerrando essa incerteza. Mas, além disso, agora vale ficar atento também a novas propostas, como a reforma tributária e o pacote de privatizações. Os indicadores econômicos ganham alguma relevância, com o afrouxamento monetário dando algum fôlego à confiança e à atividade.

É nesse ambiente que 19 corretoras indicaram as ações que consideram mais interessantes para agosto. A lista inclui 17 papéis com até 4 indicações, com Petrobras PN presente em 12 carteiras sugeridas. A lista traz ainda o Bradesco ultrapassando o Itaú na preferência dos analistas. O setor financeiro tem quatro papéis, incluindo o IRB Brasil. O mercado interno e o consumo também ganharam espaço, com Pão de Açúcar, Lojas Renner, Magazine Luíza, CVC e Localiza. JBS pode ser tanto uma opção de consumo interno quanto de exportação. Já de olho no mercado externo e em uma eventual alta do dólar, aparecem Vale e Suzano.

Confira abaixo as indicações das corretoras para agosto.

As preferidas das corretoras
Agosto Código Indicações
Petrobras PN PETR4 12
Bradesco PN BBDC4 9
Pão de Açúcar PN PCAR4 9
IRB Brasil IRBR3 8
Vale ON VALE3 8
Cemig PN CMIG4 7
Itaú Unibanco PN ITUB4 6
Banco do Brasil ON BBAS3 5
Rumo ON RAIL3 5
Localiza ON RENT3 5
Usiminas PNA USIM5 5
CVC Brasil CVCB3 4
JBS ON JBSS3 4
Lojas Renner LREN3 4
Magazine Luíza MGLU3 4
Suzano ON SUZB3 4
Ultrapar ON UGPA3 4

A maioria das corretoras conseguiu retornos acima do Ibovespa, que subiu 0,8% em julho, com ganhos de até 7% (ver carteiras sugeridas abaixo).

Para a XP Investimentos, um dos principais fatores para a alta das ações é a Selic baixa por mais tempo do que está nos preços do mercado, que beneficiará Localiza, EDP e CPFL. “vimos uma queda expressiva da curva de juros no último mês, mas ainda tem mais espaço e não foi totalmente refletido nas ações da Bolsa”, diz a corretora.

Todas as empresas, em maior ou menor grau, se beneficiam da queda do juros, lembra a XP. Os primeiros claros beneficiários são empresas do setor de consumo, como varejo, construtoras e aluguéis de carros. Os setores de infraestrutura, como elétricas e concessões, também são destaque, haja vista que os retornos de novos projetos podem ser elevados por uso de endividamento com juros menores. Finalmente, empresas com endividamento elevado em todos os setores terão menos gastos com juros, e podem fazer novas emissões em condições melhores.

O crescimento deve se acelerar também, o que deverá beneficiar Bradesco e Pão de Açúcar. Esse tema deve começar a ganhar tração após reforma da Previdência.

A corretora destaca ainda nomes de qualidade, como Lojas Renner, Localiza, IRB Brasil e Azul, que protegem a carteira no curto prazo, mas também se beneficiam da retomada econômica adiante. E há ainda o setor de Cíclicos globais descontados, como Petrobras e JBS, mas de forma seletiva, dadas as incertezas globais ainda elevadas.

Indicações de agosto
Corretora Empresa Código Rent. Julho
BB Invest ABC Brasil ABCB4 4,15%
B2W BTOW3
BRF ON BRFS3
Bradesco PN BBDC4
Localiza ON RENT3
Natura ON NATU3
Usiminas PNB USIM5
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Taesa Unit TAEE11
Santander Itaú Unibanco ITUB4 3,13%
Banco do Brasil BBAS3
Ultrapar ON UGPA3
CVC Brasil CVCB3
Azul PN AZUL4
Localiza ON RENT3
ETF S&P 500 BOVA11
Guide Investimentos B3 B3SA3 3,50%
Banco do Brasil BBAS3
CVC Brasil CVCB3
BRF ON BRFS3
Cemig PN CMIG4
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Cyrela ON CYRE3
Sanepar Unit SAPR11
Rumo ON RAIL3
Petrobras PN PETR4
Terra Investimentos Petrobras PN PETR4 6,31%
Braskem PNA BRKM5
Suzano ON SUZB3
B2W ON BTOW3
Gerdau PN GGBR4
Bradesco PN BBDC4
TIM Part. ON TIMP3
Coinvalores Magazine Luíza MGLU3 5,00%
CCR CCRO3
Bradesco PN BBDC4
Trisul ON TRIS3
Cosan ON CSAN3
Iguatemi ON IGTA3
B3 B3SA3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Petrobras PN PETR4
Even EVEN3
Gerdau PN GGBR4
SulAmerica Unit SULA11
Vale ON VALE3
Pão de Açúcar PN PCAR4
IRB Brasil ON IRBR3
Natura ON NATU3
Bradesco/Ágora Banco do Brasil BBAS3 1,20%
Cemig PN CMIG4
Aliansce ON ALCS3
B3 ON B3SA3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Magazine Luíza MGLU3
Ultrapar ON UGPA3
Tenda TEND3
Lojas Renner LREN3
Vale ON VALE3
Itaú Corretora Copasa ON CSMG3 -0,20%
Petrobras PN PETR4
Rumo RAIL3
Vale ON VALE3
Usiminas PNA USIM5
XP Invest Pão de Açúcar PN PCAR4 ND
IRB Brasil IRBR3
Bradesco PN BBDC4
Lojas Renner ON LREN3
Copel PNB CPLE6
Azul ON AZUL4
Localiza ON RENT3
JBS ON JBSS3
Energias do Brasil ON ENBR3
Petrobras PN PETR4
Socopa Corretora Hypera HYPE3 2,68%
Itaú Unibanco PN ITUB4
Kroton ON KROT3
Fleury ON FLRY3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Ecorodovias ECOR3
Met. Gerdau GOAU4
Suzano ON SUZB3
JSL JSLG3
Pão de Açúcar PN PCAR4
BTG Pactual Bradesco PN BBDC4 4,80%
Multiplan MULT3
Kroton ON KROT3
Totvs ON TOTS3
Rumo Logística RAIL3
Lojas Renner LREN3
JBS ON JBSS3
CPFL ON CPFE3
Localiza ON RENT3
Oi ON OIBR3
Mirae Asset Cemig PN CMIG4 1,00%
Ceteep PN TRPL4
Cosan ON CSAN3
JBS ON JBSS3
MRV ON MRVE3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Usiminas PNB USIM5
Vale ON VALE3
Vale ON VALE3
Necton Investimentos Petrobras PN PETR4 3,20%
Bradesco PN BBDC4
CVC Brasil CVCB3
Itaúsa PN ITSA4
Porto Seguro ON PSSA3
BR Distrib. ON BRDT3
Vale ON VALE3
ETF Small Cap SMAL11
Guararapes ON GUAR3
Oi ON OIBR3
Toro Invest Bradesco PN BBDC4 6,40%
MRV ON MRVE3
Petrorio ON PRIO3
SLC Agrícola SLCE3
Telefonica Brasil PN VIVIT4
Planner Corretora IRB Brasil ON IRBR3 3,66%
Banco do Brasil BBAS3
CVC Brasil CVCB3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Fleury ON FLRY3
Lojas Americanas PN LAME4
Usiminas PNA USIM5
TIM Part. ON TIMP3
Neonergia ON NEOE3
Ultrapar ON UGPA3
Genial Investimentos Petrorio ON PRIO3 3,73%
Kroton ON KROT3
CPFL ON CPFE3
Ultrapar ON UGPA3
Equatorial ON EQTL3
Bradesco PN BBDC4
Cemig PN CMIG4
Copasa ON CSMG3
Ser Educacional SEER3
Vale ON VALE3
Safra Corretora Itaú Unibanco PN ITUB4 -0,47
Bradesco PN BBDC4
Banrisul PNB BRSR6
Pão de Açúcar PN PCAR4
Localiza ON RENT3
Lojas Renner LREN3
Petrobras PN PETR4
Bradespar PN BRAP4
IRB Brasil IRBR3
Cemig PN CMIG4
Klabin Unit KLBN11
Banco do Brasil ON BBAS3
Vale ON VALE3
CSN ON CSNA3
Rumo ON RAIL3
BR Distrib ON BRDT3
Equatorial ON EQTL3
Elite Invest BR Distribuidora BRDT3 4,57%
Braskem PNA BRKM5
Cemig PN CMIG4
IRB Brasil ON IRBR3
Magazine Luíza MGLU3
Engie Brasil ON EGIE3
Petrobras PN PETR4
Sabesp ON SBSP3
Suzano ON SUZB3
Gerdau PN GGBR4
Ativa Investimentos Petrobras PN PETR4 6,5
Itaú Unibanco PN ITUB4
Equatorial ON EQTL3
Suzano ON SUZB3
Cemig PN CMIG4
BR Malls ON BRML3
BRF ON BRFS3
Usiminas PNA USIM5
Pão de Açúcar PN PCAR4
Nova Futura IRB Brasil IRBR3 7,37
Cyrela Realty ON CYRE3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Magazine Luíza MGLU3
Petrobras PN PETR4
Movida ON MOVI3
JBS ON JBSS3
BB Seguridade ON BBSE3
Rumo ON RAIL3
Via Varejo ON VVAR3

Fonte: Corretoras. As indicações não consideram eventuais pesos sugeridos pelos analistas. As rentabilidades são calculadas pelas corretoras. ND é não disponível.

Comentários

  1. Ademir Lopes da Silva diz:

    Excelente Matéria, pela abrangência do conteúdo.

Deixe um comentário