Futuros dos EUA iniciam a semana em ligeira alta

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, em meio ao otimismo de que os EUA e a China possam estar mais perto de um acordo comercial.

O índice Hang Seng de Hong Kong liderou ganhos entre os principais mercados da região, ao saltar 1,5%. Destaque para as ações da seguradora vida AIA que subiu 3,62%. Os candidatos pró-democracia alcançaram uma vitória esmagadora após uma participação recorde de eleitores em uma eleição do conselho distrital local no fim de semana. Após quase seis meses de protestos violentos, este é mais um desafio para o governo da executiva Carrie Lam.

Segundo analistas, o resultado pode não ser favorável ao mercado, pois se propõe a desafiar a liderança de Carrie Lam e trazer incertezas políticas, mas pode marcar uma virada nos confrontos violentos após meses de protestos que abalaram a cidade. Um outro analista disse que o desenvolvimento foi uma “vitória impressionante” para candidatos a favor da democracia.

Na China continental, o composto de Xangai subiu 0,72%, enquanto o Shenzhen Composite caiu 0,43%. O governo chinês divulgou no domingo um documento pedindo mais proteção aos direitos de propriedade intelectual (DPI), uma questão que está no centro das negociações comerciais com os EUA. As diretrizes recomendam “acelerar a introdução de um sistema punitivo por violações de patentes e direitos autorais e fortalecer a proteção de segredos comerciais, informações comerciais confidenciais e seus códigos-fonte”. Além disso, o documento afirma que a China precisa intensificar a cooperação internacional para proteção de DPI e ajudar na comunicação entre detentores de direitos nacionais e estrangeiros e fornecer suporte às disputas de DPI no exterior. O desenvolvimento ocorre porque os investidores estão diminuindo as esperanças de um acordo da “fase 1″ entre Pequim e Washington antes do final do ano. Esperava-se que tal acordo preparasse o terreno para lidar com uma das principais queixas dos EUA, de que a China rouba propriedade intelectual.

No Japão, Nikkei subiu 0,78%, com ações dos pesos-pesados ​​do índice Fast Retailing, Softbank Group e Fanuc, registrando ganhos. O índice Topix, mais amplo, avançou 0,69% para encerrar o pregão em 1.702,96 pontos. O Kospi da Coreia do Sul avançou 1,02%.

Enquanto isso, o ASX 200 da Austrália subiu 0,32%, para 6.731,40 pontos. Entre as mineradoras, BHP subiu 1,9%, Fortescue Metals avançou 2,1%, enquanto Rio Tinto fechou em alta de 2%

As ações da Westpac, no entanto, caíram 1,33%. O banco anunciou seu plano depois que o órgão regulador da Austrália contra lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo, entrou com uma ação penal contra a empresa na semana passada, alegando que “a supervisão dos serviços bancários fornecidos por meio de seus correspondentes bancários era deficiente”. Entre a lista de ações detalhadas no plano de resposta estava o fechamento imediato do sistema de transferência internacional de fundos e o fortalecimento do monitoramento contra crimes financeiros.

O índice MSCI Asia ex-Japan avançou 0,69%.

Ainda sobre a frente comercial EUA-China, a Reuters informou citando autoridades, legisladores e especialistas em comércio, que é improvável que um acordo comercial da “fase 2” entre as duas potências econômicas se concretize em breve. Isso porque Washington e Pequim ainda não chegaram a um acordo da “fase 1” antes de 15 de dezembro, quando tarifas adicionais sobre as exportações chinesas, como celulares e laptops, para os EUA deverão entrar em vigor. Segundo  economista-chefe da S&P Global Ratings, as tarifas programadas para entrar em vigor em 15 de dezembro são “diferentes” devido ao seu potencial impacto sobre os consumidores. “As primeiras rodadas foram sobre bens de capital, afetando o fornecedor ou alguém da cadeia de suprimento, mas se for bens de consumo, de repente seu iPhone ou o que quer que seja pesará 15%, 20% a mais no seu bolso e assim atingirá diretamente os consumidores e isso também tem um peso político”.

EUROPA: Os mercados europeus negociam em alta na segunda-feira de manhã, com investidores esperançosos com um possível avanço na disputa comercial EUA-China.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,7% no comércio da manhã, com ações do setor de recursos básicos liderando os ganhos no pan-índice. Entre as mineradoras listadas em Londres, Anglo American e Antofagasta avançam 0,7% cada, BHP sobe 0,9% e Rio Tinto sobe 1,2%.

No Reino Unido, os dois principais partidos políticos lançaram seus manifestos para conquistar o público antes das eleições cruciais de 12 de dezembro. O Partido Trabalhista da oposição iniciou as atividades na quinta-feira passada prometendo um imposto não esperado sobre as empresas de petróleo e a renacionalização de algumas indústrias.

O índice de sentimento de negócios do Ifo  mostrou que a expectativa comercial alemã melhorou em novembro, chegando a 95,0 em comparação com os 94,7 em outubro. A avaliação das empresas sobre a situação atual passou de 97,8 em outubro para 97,9 em novembro. Instituto Ifo, com sede em Munique, espera um crescimento de 0,2% do PIB (produto interno bruto) na maior economia da Europa no quarto trimestre, mas disse que as empresas ainda consideram sua atual carteira de pedidos “muito decepcionante” e estão planejando cortes adicionais na produção.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA apontam para uma abertura ligeiramente mais alta nesta segunda-feira de manhã.

O foco do mercado está sintonizado com a evolução do comércio global, à medida que os investidores continuam a monitorar de perto a longa disputa entre as duas maiores economias do mundo. O conselheiro de segurança nacional dos EUA, Robert O’Brien, disse no sábado que o chamado acordo de “fase 1” com a China ainda poderá ser alcançado até o final do ano, no entanto, ele também enfatizou que Washington não faria vista grossa aos protestos em Hong Kong.

Ações da Uber caem 6% no pre-market depois que regulador retirou a sua licença em Londres.

Na agenda econômica, os números de manufatura do Fed de Dallas para novembro serão divulgados por volta das 12h30.

ÍNDICES FUTUROS – 8h30:
Dow: +0,24%
SP500: +0,21%
NASDAQ: +0,31%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário