Engie Brasil manifesta interesse em hidrelétrica Foz do Areia da Copel

LinkedIn

Investing.com – A Engie Brasil Energia (BOV:EGIE3) (EBE) tem interesse na compra do controle da hidrelétrica Foz do Areia, da Copel (BOV:CPLE6), no Paraná, que é a maior usina do parque gerador da estatal paranaense, com 1.676 megawatts (MW) de capacidade instalada. A unidade fica no rio Iguaçu, na altura do município de Pinhão. As informações são da edição desta quarta-feira do jornal Valor Econômico.

Assim, por volta das 13h10, as ações da Engie eram negociadas com queda de 0,62% a R$ 51,65, enquanto que as da Copel perdiam 1,35% a R$ 68,16.

De acordo com a publicação, o interesse da companhia se deve a um mecanismo criado por decreto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro em novembro do ano passado. Com isso, empreendimentos como Foz do Areia podem vir a ter suas concessões renovadas por mais 30 anos, caso tenham controle privatizado. Pelas regras, a atual concessionária pode seguir como dona da usina, mas com participação minoritária. A concessão deve se encerrar em 2023.

Ao Valor, o diretor-presidente da EBE, Eduardo Sattamini, disse que Foz do Areia tem essa possibilidade de antecipação, confirmando interesse na compra. Assim, ao invés da Copel deixar a concessão em 2023, ela pode vender 51% da participação e ter o contrato estendido por 30 anos.

Com isso, o interesse seria mesmo de uma parceria com a Copel para administrar a hidrelétrica, ficando com 51%, com a estatal ficando com 49%. O executivo também elogiou a empresa, indicando que é séria e que tem uma gestão boa.

A EBE é a maior geradora privada de energia do país com cerca de 10,5 mil MW de capacidade instalada. Desse total, são 8,1 mil MW de hidrelétricas, 1,2 mil MW de termelétricas e 1,1 mil MW de outras fontes, principalmente eólica.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário