Antes do coronavírus, produção industrial na Alemanha sobe 0,3% em fevereiro

LinkedIn

A produção industrial alemã registrou alta de 0,3% em fevereiro de 2020, na comparação com janeiro, segundo dados divulgados hoje pelo escritório de estatísticas alemão, o Destatis.

O dado veio acima do que o esperado pelo mercado, que previa uma queda de 0,9%. No mês anterior, o indicador registrou ganhos de 3,2%.

Sobre fevereiro de 2019, a produção industrial caiu 1,2% em termos ajustados às variações de calendário. Os números de janeiro também foram revistos. A produção se expandiu 3,2%, contra os 3,0% assinalados originalmente.

 

Índice de expectativas na Alemanha cai ao menor nível histórico em março

.“Estamos assumindo que esse desenvolvimento ainda esteja subestimado, já que a maioria das respostas foi recebida em meados de março”, diz Klaus Wohlrabe, chefe de pesquisas do instituto Ifo.

As expectativas de produção caíram em março para -20,8 pontos em relação a +2,0 no mês anterior, sua queda mais drástica desde o início da pesquisa, em 1991. Durante a crise financeira global de 2008, o índice caiu 13,3 pontos em novembro daquele ano.

A produção industrial alemã deve cair nos próximos três meses, de acordo com o índice Ifo de expectativas de produção.

“A indústria química se sente menos afetada pelas repercussões da pandemia de coronavírus”, diz Wohlrabe, à medida que o índice do segmento caiu para -10,0 pontos em relação a 2,1 antes.

Todas as indústrias são severamente afetadas pela pandemia de coronavírus, diz o Ifo, com declínios em território negativo para produção e processamento de metais, fabricantes de têxteis, de roupas, de produtos metálicos e de produtos farmacêuticos.

O índice de Ifo para as expectativas de produção industrial é um indicador prospectivo que reflete as expectativas da indústria nos próximos três meses, enquanto a produção industrial alemã mostra a produção efetiva no mês anterior.

Deixe um comentário