Minerva (BEEF3) aprova emissão de R$ 600 milhões em debêntures

LinkedIn

Minerva aprovou emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) no valor de R$ 600 milhões através de duas séries de títulos, com vencimento em 2025 e 2026. XP Investimentos e BTG Pactual coordenam a emissão.

A Minerva Foods (BOV:BEEF3), terceira maior indústria de carne bovina do país, pretende comprar, no mercado secundário, títulos de dívida da empresa no exterior. Atualmente, esses títulos são negociados abaixo do valor de face – cerca de 98%. Quando convertidos em reais, esses bônus tem um taxa de juros de cerca de 10% ao ano.

A opção pelo emissão de CRAs se revelou mais barata do que linhas de crédito que vem sendo oferecidas pelos bancos, com prazo de no máximo um ano e taxa de juros de CDI mais 4% ou 5% ao no. Antes da crise do coronavírus, essas linhas de curto prazo tinham taxas de cerca de CDI mais 2% ao ano.

Na série que vence em cinco anos, a empresa captará R$ 400 milhões. A remuneração aos investidores será de IPCA mais 5,75% ao ano. Os títulos que vencerão em 2026, por sua vez, devem ter uma remuneração de CDI mais 5,40% por ano.

Para não carregar o risco de inflação, a Minerva fará com os bancos o swap dos papéis que vencem em 2025, e pagará o equivalente a 150% do CDI – cerca de 4,5% ao ano, considerando a taxa atual.

No fim de março, o endividamento bruto da Minerva somava R$ 11,7 bilhões, sendo 72% em moeda estrangeira. Do total, 18,5% vencia no curto prazo. A dívida líquida era de R$ 5,4 bilhões. O índice de alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) estava em 2,99 vezes.

Comentários

  1. Carlos Daniel diz:

    É uma debênture ou um CRA?
    E quando emite?
    IR ou não?

Deixe um comentário