Taurus Armas reverte lucro e tem prejuízo de R$ 157,1 milhões no 1º trimestre

LinkedIn

Taurus Armas (BOV:TASA3; BOV:TASA4) apresentou prejuízo de R$ 157,1 milhões no primeiro trimestre de 2020, de acordo com o relatório divulgado nesta segunda-feira (29). A empresa reverteu o lucro de R$ 4 milhões reportado no mesmo intervalo do ano passado.

A receita operacional líquida da fabricante de armas, no entanto, cresceu 18,3% no período, somando 298,3 milhões. Dado que 81,2% do total da receita foi obtida com a venda de armas no mercado internacional, a valorização do dólar contribuiu para o resultado obtido, ao converter tal receita para reais.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) aumentou 17,9% no trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, e somou R$ 45,4 milhões. A margem Ebitda caiu 0,1 ponto percentual, ficando em 15,2% no período.

A companhia produziu 263 mil unidades de armas no primeiro trimestre – 82,9% na fábrica do Brasil e 17,1% na nova fábrica dos Estados Unidos, localizada no estado de Geórgia.

O resultado foi impactado pelo forte aumento das despesas financeiras que saltaram de R$ 16,2 milhões para R$ 209,2 milhões em um ano, sendo que, desse total, R$ 195,4 milhões, ou 93,4%, são referentes às variações cambiais.

A menor quantidade fabricada em relação ao primeiro trimestre de 2019, quando a Taurus produziu 309 mil unidades, se deve à retração dos números do mercado norte-americano, que pode ser explicada pelo impacto da covid-19 e pela transferência das atividades na nova planta.

“A unidade passa pela reestruturação operacional e de gestão já realizada na unidade brasileira, com a adoção de processos industriais eficientes e robustos, que deverá proporcionar ganho de eficiência e produtividade”, comentou a fabricante de armas.

No período, foram vendidas 366 mil unidades de armas, sendo 310,1 mil só nos Estados Unidos.

“O volume de vendas de armas Taurus nos Estados Unidos manteve-se em alta no decorrer dos últimos anos, a despeito do mercado bastante competitivo para a indústria, indicando o crescimento da participação de mercado da marca”, destacou a companhia.

 

Deixe um comentário