As exportações da China subiram 7,2% em julho

LinkedIn

Segundo dados da Administração Geral das Alfândegas do país na sexta-feira, as exportações da China em dólar aumentaram 7,2%, enquanto as importações caíram 1,4% em relação ao ano anterior.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que as exportações em dólar da China caíssem 0,2% em relação ao ano anterior, enquanto as importações previam um aumento de 1% em relação ao ano anterior.

Em junho,  as exportações em dólar da China registraram um aumento de 0,5% em comparação com o ano anterior, e as importações aumentaram 2,7% no mesmo período.

Em julho, a China registrou um superávit comercial de US$ 62,33 bilhões, superando os US$ 42 bilhões esperados pelos economistas. O superávit comercial da China foi de US$ 46,42 bilhões em junho.

Apesar da pandemia do coronavírus atingir a demanda global, as exportações da China se mantiveram, à medida que as exportações de suprimentos médicos aumentaram no primeiro semestre do ano.

A tendência persistiu em julho “Grande parte da resiliência recente das exportações se deve a remessas de máscaras, produtos médicos e equipamentos de trabalho em casa”, observou Martin Rasmussen em nota após o lançamento dos dados.

Rasmussen disse que a recuperação liderada por estímulos da China deve continuar nos próximos meses – e isso apoiaria uma recuperação nas importações.

As contínuas tensões comerciais EUA-China também representam um risco negativo.

Altos funcionários de ambos os países planejam revisar o acordo comercial da “primeira fase”. A reunião da próxima semana provavelmente será “realmente desafiadora”, disse Ronald Wan, presidente não executivo da Partners Financial Holdings em Hong Kong.

A demanda geral da China foi arrastada pela pandemia, tornando difícil para o país cumprir suas promessas de compra na primeira fase do acordo comercial, disse Wan ao “Street Signs” da CNBC .

Pequim também está se concentrando em um “ciclo econômico interno”, com produção e consumo ocorrendo no próprio país. Isso indica que o governo chinês não espera um resultado realmente positivo das negociações comerciais, de acordo com Wan.

 

Comentários

  1. derly do sul diz:

    são ótimas noticias essa o brasil é um pais que fara com que a china sejas menos prejudicada pelas assoes dos EUA e sendo assim a china vai continuar aumentando suas exportações do brasil e fazendo fortes investimento aqui no brasil por isso que é muito importante as relações confiável entre china e brasil pro brasil pouco importa esse desentendimento dos EUA e china pois o brasil exporta muito mais para a china que pros EUA e as tendências a partir de agora é crescer ainda mais as exportações intrepidamente para a china e por isso que o brasil tem de ter infraestruturas o mais rápido possível melhoradas para que essas demanda chinesa sejas melhoradas e consequentemente melhoradas para escoar os produtos brasileiro para os outros países também, china fara do brasil um pais em crescimento mais rápido pós pandemia que qual quer um outro pais. http://youtube.com/derlyemarcelinho

Deixe um comentário