Centauro afirma que não protocolou pedido de registro de oferta de ações

LinkedIn

A Centauro (BOV:CNTO3) afirmou que “não protocolou qualquer pedido de registro de oferta de ações, tampouco está realizando ou projetando a realização de qualquer oferta de ações (seja da companhia ou de qualquer de suas controladas) neste momento.

O Grupo SBF – Centauro (CNTO3) informou após o pregão desta quarta, 23, que tomou conhecimento da divulgação de determinadas matérias jornalísticas que afirmaram que a “Centauro pediu registro de Oferta de Ações”.

A empresa informou que a SBF Comércio de Produtos Esportivos (SBF Comércio), sua controlada, realizou perante a Comissão de Valores Mobiliários o pedido de registro de companhia aberta na Categoria B.

“O Pedido Categoria B foi realizado em linha com obrigações contratuais assumidas no âmbito do Instrumento Particular de Escritura da 1º Emissão de Debêntures Simples”, explicou.

A Centauro destacou que, de acordo com a regulamentação aplicável, emissores registrados como companhia aberta na Categoria B da CVM não estão autorizados a negociar ações em bolsa e, portanto, não estão elegíveis a realizar uma oferta pública de ações.

Fitch atribui rating na escala nacional de ‘A-(bra)’ para Centauro

A agência de classificação de riscos Fitch Ratings atribuiu ao Grupo SBF, dono da Centauro (BOV:CNTO3) a nota em escala nacional de longo prazo “A-(bra)”, com perspectiva estável.

Segundo a agência, a nota reflete a posição de destaque na fragmentada e competitiva indústria de varejo de artigos esportivos, com lojas em diversas partes do país, e o aumento de sua presença na internet, no momento de mudança de hábito dos consumidores.

“A forte e consolidada marca Centauro, seu extenso relacionamento com as principais fabricantes de produtos esportivos e o elevado sortimento de produtos também foram incorporados à classificação”, diz trecho do comunicado.

O Grupo SBF, dono da rede de artigos esportivos Centauro, teve prejuízo de R$ 102,2 milhões no segundo trimestre, comparado a lucro de R$ 111,7 no mesmo período de 2019. A empresa diz que a pandemia impactou profundamente as operações, principalmente nas lojas físicas. A empresa iniciou o trimestre com todas as 211 lojas fechadas, situação que também prejudicou as vendas on-line.

Deixe um comentário