Copel vai investir R$ 38 milhões em obras na subestação Guaíra

LinkedIn

A Copel (BOV:CPLE3) (BOV:CPLE6) vai investir R$ 38 milhões na ampliação da subestação de energia localizada no município de Guaíra. Está prevista a instalação de um novo transformador e a substituição de um dos equipamentos antigos por outro de maior potência. A intervenção vai dobrar a capacidade de transformação da unidade, beneficiando diretamente as regiões Oeste, Noroeste e Norte do Estado.

Segundo o portal O Paraná, o investimento foi autorizado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) por meio da Resolução nº 9.219, publicada nesta quinta-feira (24) no Diário Oficial da União e a obra deve ser concluída até setembro de 2024.

“Nossas equipes já iniciaram o planejamento dessa intervenção que será dividida em várias etapas. É um reforço muito importante para a segurança energética do Paraná nas próximas décadas e que também trará ganhos para a Copel”, explica. “Quando colocarmos em operação a subestação já renovada, teremos um incremento de quase R$ 6 milhões da Receita Anual Permitida da Transmissão”, afirma o diretor-geral da Copel Geração e Transmissão, Moacir Carlos Bertol.

A nova subestação Guaíra com potência de transformação ampliada de 300 para 600 megavolt-ampères vai integrar um novo tronco de transmissão previsto pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) com linhas em circuito duplo operando em extra alta tensão (525 mil volts) para conectar as subestações Foz do Iguaçu, Guaíra, Sarandi e Londrina.

O maior benefício desse novo tronco será garantir o atendimento de toda essa região mesmo em épocas de estiagem severa na região Sul, com energia proveniente da Usina Itaipu e, também, da região Sudeste, tendo como ponto de conexão a subestação Assis (SP). Além disso, esse reforço em Guaíra vai aliviar a rede de 765 mil volts de Itaipu, aumentando a confiabilidade do sistema em caso de desligamentos acidentais de equipamentos na rede que supre essa porção do Estado.

Itaú vende ações da Copel

O Itaú diminuiu sua participação acionária da Copel para 4,6%, passando a deter 6,7 milhões de ações da empresa.

“Tal participação acionária não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa”, afirmou o banco.

Lucro no 2T20

Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro de R$ 1,61 bilhão no segundo trimestre, alta de 360% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado também foi suportado pelo crescimento na receita de fornecimento de energia elétrica, na receita de suprimento de energia elétrica e em disponibilidade de rede de energia.

Deixe um comentário