Ações americanas fecham em leve baixa pelo 3º dia seguido em meio à preocupações com o Covid-19 na Europa

LinkedIn

As ações foram mistas na quinta-feira (15), já que a perspectiva de um acordo de estímulo ao coronavírus permaneceu incerta e as infecções em toda a Europa estão aumentando.

O S&P 500 e o Nasdaq Composite caíram 0,1% e 0,3%, respectivamente.

O Dow Jones, por sua vez, estava caindo 332 pontos mas fechou praticamente estável ao final do pregão. Os ganhos do JPMorgan Chase e da Walgreens ajudaram o Dow a se recuperar de suas perdas anteriores.

“A volatilidade do mercado deve continuar nas próximas semanas, à medida que os investidores se preparam para uma série de incertezas – o momento da disponibilidade da vacina (após um revés para a Johnson & Johnson), o tamanho e o momento do estímulo fiscal adicional dos EUA e o resultado da eleição” Escreveu Mark Haefele, diretor de investimentos de gestão de fortunas globais do UBS. “A recuperação desigual da economia dos EUA também aumenta as preocupações dos investidores, já que a temporada de resultados começou esta semana.”

Segundo o CNBC, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que ele e o presidente Donald Trump estão empenhados em fechar um acordo de estímulo e que, embora seja difícil conseguir um antes da eleição, eles continuarão tentando.

Mnuchin, que planeja falar com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, novamente na quinta-feira, disse que progresso foi feito, especificamente em referência à linguagem de teste dos democratas para o acordo. No entanto, ele disse que a “política” pode estar no caminho e que os democratas ainda querem um acordo “tudo ou nada”.

As idas e vindas entre democratas e republicanos colocaram o S&P 500 e o Nasdaq no ritmo de uma seqüência de três dias de derrotas na quinta-feira, a maior queda desde setembro.

“Estamos a duas semanas e meia da eleição, então esperamos volatilidade contínua”, disse James Ragan, diretor de pesquisa de gestão de fortunas da DA Davidson. “Estamos aconselhando nossos clientes a manterem nomes de qualidade e se manterem diversificados.”

A comoção também foi diminuída quando os governos europeus restabeleceram as restrições à pandemia para conter uma segunda onda do coronavírus . A França declarou estado de emergência de saúde pública e o Reino Unido está se aproximando de um segundo lockdown nacional. Os benchmarks de ações europeus caíram amplamente.

Enquanto isso, o Departamento do Trabalho disse na quinta-feira que houve 898.000 registros de benefícios de desemprego pela primeira vez na semana anterior, mais do que a estimativa do Dow Jones de 830.000.

A incerteza sobre a nova ajuda fiscal dos EUA e os dados econômicos decepcionantes, junto com o aumento nos casos de coronavírus na Europa, surgiram enquanto os investidores analisavam uma série de resultados de ganhos corporativos.

O Morgan Stanley divulgou lucro no terceiro trimestre de US$ 1,66 por ação, excedendo a estimativa de US$ 1,28 dos analistas consultados pela Refinitiv. Gerou receita de US$ 11,7 bilhões com o forte comércio, um bilhão de dólares a mais do que a estimativa. As ações do Morgan Stanley subiram 1,5%.

A Walgreens também registrou um lucro melhor do que o esperado no quarto trimestre, ajudado por vendas mais altas nas farmácias americanas. A rede de drogarias disse que espera que o lucro cresça em um dígito em 2021. As ações da Walgreens saltaram 3,6%.

“Esta é a segunda temporada de lucros após a pandemia Covid-19… e sem dúvida esta será uma das mais importantes temporadas de lucros de todos os tempos”, escreveu Jeff Kilburg, CEO da KKM Financial. “À medida que os investidores em todo o mundo tentam avaliar os danos reais infligidos à economia pela Covid-19, as expectativas são simplesmente de que os ganhos não serão tão ruins quanto eram no segundo trimestre.”

Enquanto isso, o Facebook (FB) (FBOK34) caiu mais de 2% depois que o Financial Times informou que a França e a Holanda estão endossando um plano para a União Europeia reduzir o poder da Big Tech, incluindo a possível separação de empresas. Apple (AAPL) (AAPL34) e Alphabet (GOOG) (GOGL34) caíram 1,2% e 0,6%, respectivamente.

Deixe um comentário