Ânima não recebeu notificação da Laureate sobre sua proposta para aquisição

LinkedIn

A Ânima Educação (BOV:ANIM3) informou que, até o presente momento, não foi notificada pela Laureate a respeito de qual das propostas formuladas pelos competidores teria sido a escolhida como a mais vantajosa.

O esclarecimento tem em vista as notícias veiculadas na imprensa no sentido de que a Laureate teria escolhido a proposta da companhia de educação para disputar com outra instituição os ativos do Grupo no Brasil, no âmbito do processo estruturado de venda dos referidos ativos.

“A Ânima Educação reitera, conforme comunicado ao mercado apresentado em 8/10/2020, que apresentou proposta para aquisição dos ativos da Laureate no Brasil, o que está em total consistência com seu posicionamento amplamente divulgado, de constante análise de oportunidades do mercado, especialmente, nesse caso, considerando que o Brasil é um país continental e a Ânima Educação tem a missão de transformar o país pela Educação. De toda forma, o desfecho sobre a celebração de eventual negócio jurídico é decisão exclusiva do Grupo Laureate e está fora do controle dos competidores”, afirmou no comunicado.

A companhia informou que manterá o mercado informado acerca da evolução do processo estruturado
tratado no presente fato relevante e permanece à disposição para eventuais esclarecimentos ou sugestões através do RI.

Vale destacar que o Itaú BBA reiterou a recomendação das ações da Anima Educação (ANIM3) em outperform (com performance acima da média do mercado). O banco destacou que a Anima incluiu 14,6 mil novos alunos de graduação no segundo semestre de 2020, 4,6% a menos do que o mesmo período do ano anterior, mas em linha com as estimativas. O Itaú BBA ressaltou que, mesmo com a pandemia, a Anima tem um crescimento orgânico do número total de alunos de 2,8%, atingindo 116 mil em 2020.

Deixe um comentário