Confira os Indicadores Econômicos desta segunda-feira (05/10/2020)

LinkedIn

BRASIL

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país) deste ano subiu de 2,05% para 2,12%. A estimativa está no boletim Focus de hoje (5), publicação divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC) com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para 2021, a estimativa de inflação varia de 3,01% para 3%. A previsão para 2022 e 2023 não teve alteração: 3,50% e 3,25%, respectivamente.

Para 2021, a meta é 3,75%, para 2022, 3,50%, e para 2023, 3,25%, com intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo em cada ano.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 2% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do BC.

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic encerre 2020 em 2% ao ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 2,5% ao ano. Para o fim de 2022, a previsão é 4,5% ao ano e para o final de 2023, 5,5% ao ano.

As instituições financeiras consultadas pelo BC ajustaram a projeção para a queda da economia brasileira este ano de 5,04% para 5,02%. Para o próximo ano, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 3,50%, a mesma previsão há 19 semanas consecutivas. Em 2022 e 2023, o mercado financeiro continua projetando expansão do PIB em 2,50%.

A previsão para a cotação do dólar permanece em R$ 5,25, ao final deste ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 5.

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia defendeu nesta segunda-feira que a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) é menos regressiva que a combinação entre PIS e Cofins para os mais pobres, e que sua eventual implementação propiciará “ganho de consumo expressivo” para esse segmento.

O levantamento mostrou que o PMI de serviços do Brasil subiu a 50,4 em setembro, de 49,5 em agosto, primeira vez acima da marca de 50, que separa crescimento de contração, desde fevereiro.

“Os dados para setembro destacaram sinais preliminares de uma recuperação no setor de serviços do Brasil, após seis meses de contração devido à pandemia de Covid-19”, disse a diretora associada de economia do IHS Markit, Pollyanna De Lima.

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia defendeu nesta segunda-feira que a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) é menos regressiva que a combinação entre PIS e Cofins para os mais pobres, e que sua eventual implementação propiciará “ganho de consumo expressivo” para esse segmento.

A CBS, que unifica PIS e Cofins num único tributo com alíquota de 12%, representa a primeira etapa da reforma tributária enviada pelo governo ao Congresso.

Segundo o estudo, a CBS tem característica menos regressiva. Para as famílias com renda per capita inferior a 89 reais, a alíquota média do tributo é 0,6% inferior à observada pela PIS/Cofins.

 “Essa redução corresponderá a 78% do gasto médio atual com frutas; 112% do consumo atual com legumes e verduras; 55% do gasto com roupas para as crianças e assim por diante. Em resumo, a redução de alíquota propiciada pela CBS será essencial para a melhoria do bem-estar das pessoas mais pobres”, disse o estudo.

Para as famílias com renda per capita de até 1.000 reais, a CBS teria uma alíquota média inferior à vista hoje com PIS/Cofins. Acima desse patamar, o efeito seria de acréscimo, chegando a +0,4% para as famílias com renda per capital acima de 5.000 reais.

ESTADOS UNIDOS

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto dos EUA, que engloba os setores industrial e de serviços, caiu levemente entre agosto e setembro, de 54,6 para 54,3, segundo dados finais divulgados nesta segunda-feira pela IHS Markit.

Apesar da redução, a leitura acima de 50 mostra que a atividade da economia americana continuava a se expandir naquele mês.

O PMI americano de serviços recuou de 55 em agosto para 54,6 em setembro.

O PMI do setor de serviços do Instituto para a Gestão de Oferta (ISM, na sigla em inglês) avançou a 57,8 pontos no mês de setembro, ante leitura de 56,9 pontos em agosto e expectativa de consenso de 57 pontos.

O avanço aponta para o crescimento do setor de serviços nos Estados Unidos pelo quarto mês consecutivo. Da mesma forma que no caso da IHS Markit, leituras do indicador do ISM acima de 50 pontos indicam expansão da atividade.

O subíndice de emprego avançou a 51,8 pontos, de 47,9 pontos do mês anterior, registrando expansão pela primeira vez nos últimos seis meses. A atividade de negócios cresceu a 63 pontos, de 62,4 pontos, e o índice de novos pedidos subiu a 61,5 pontos, de 56,8 pontos da leitura anterior.

Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de Chicago, Charles Evans afirmou nesta segunda-feira, 5, que, sem o apoio fiscal “adequado”, a dinâmica de recessão pode ganhar força nos Estados Unidos. Durante discurso em evento virtual, Evans avaliou que a economia do país tem se recuperado, apesar do vírus, e que seu desempenho inclusive tem “surpreendido”, mas também ressaltou que há um “longo caminho pela frente” nesse processo, projetando que a inflação deve superar a meta de 2% apenas em 2023.

EUROPA

A recuperação econômica da zona do euro vacilou em setembro, com evidências crescentes de que o desempenho entre diferentes setores e países do bloco está divergindo à medida que o ressurgimento do coronavírus força a imposição de restrições à atividade.

Pesquisas com gerentes de compras divulgadas nesta segunda-feira mostraram que a atividade de serviços, que responde por cerca de dois terços do PIB do bloco, sofreu uma reviravolta depois que pesquisas anteriores sugeriram que as indústrias estavam passando por uma retomada.

O Índice de Gerentes de Compras composto final da IHS Markit, combinando pesquisas de serviços e manufatura e visto como um bom barômetro da saúde econômica geral, caiu para uma leitura de 50,4 em setembro, após registrar 51,9 em agosto, perto da marca de 50 que separa crescimento de contração.

O Índice PMI final de serviços da zona do euro caiu para 48,0 em setembro, ante leitura de 50,5 em agosto.

sentimento dos investidores da zona do euro se deteriorou em outubro, encerrando uma série de cinco altas mensais consecutivas, mostrou uma pesquisa nesta segunda-feira, sinalizando preocupações com o aumento das infecções por coronavírus na região.

O índice Sentix para a zona do euro caiu para uma leitura de -8,3, ante nível de -8,0 em setembro. A previsão da Reuters era de uma leitura de -9,5.

 O índice da situação atual subiu para -32,0, contra leitura de -33,0 no mês anterior, atingindo seu nível mais alto desde março, quando a Alemanha impôs lockdowns e restrições sociais para desacelerar a disseminação da Covid-19.

O índice de expectativas caiu para 18,8, de 20,8 na pesquisa anterior, seu menor patamar desde maio, indicando preocupações com um possível aumento nas infecções durante os meses de inverno (no Hemisfério Norte).

“A recuperação econômica da zona do euro está pausando para respirar”, disse ele em comunicado. “Os dados não contêm nenhum elemento de risco de curto prazo relevante. O índice de expectativas ainda está em um nível alto, apesar da queda de dois pontos.”

Alemanha foi o único país da zona do euro a registrar crescimento econômico sólido em setembro. Grande parte do restante da região sentiu o impacto do desaquecimento do setor de serviços.

Embora a retomada do comércio global tenha ajudado o setor a se recuperar da pandemia de coronavírus, o que beneficia a Alemanha voltada para as exportações, muitos países do sul da região dependem mais do turismo e da hospitalidade.

 O índice composto de gerentes de compras da IHS Markit para a zona do euro de 19 países desacelerou para 50,4 em relação a 51,9 em agosto. Embora o número seja um pouco melhor do que a estimativa inicial, indica apenas uma expansão marginal.

A queda do indicador do setor de serviços na Espanha, para 42,4, foi a mais forte da região. A baixa foi generalizada, e apenas a Alemanha registrou crescimento.

A inflação é outra preocupação, já que os preços ao consumidor caem novamente. De acordo com a IHS Markit, as empresas cortaram encargos de produção pelo sétimo mês consecutivo.

Na Itália, o índice da Atividade de Serviço, ajustado sazonalmente, ficou em 48,8 pontos em setembro. O resultado foi maior que o de agosto em 47,1 em agosto, mas permaneceu abaixo do crucial 50,0 para sinalizar outra contração no setor italiano. Os dados são do IHS Markit.

Na França, o índice de Atividade de Negócios de Serviços da IHS Markit, ajustado sazonalmente, ficou em 47,5 pontos em setembro, ante 51,5 em agosto. A leitura mais recente apontou para a primeira contração na atividade empresarial do setor de serviços desde maio.

No Reino Unido, depois de contabilizar os fatores sazonais, o IHS Markit / CIPS UK, o índice de Atividade de Negócios do PMI de Serviços caiu de 58,8 pontos em agosto, que foi a leitura mais forte desde abril de 2015, a um nível de 56,1 pontos em setembro. Embora a leitura mais baixa desde junho, o índice, no entanto, apontou para uma taxa de crescimento acentuada.

Na Europa, em agosto de 2020, um mês marcado por algum relaxamento das medidas de contenção da COVID-19 em muitos Estados-Membros, o volume do comércio a varejo, com ajuste sazonal, aumentou 4,4% na Zona do Euro e 3,8% na União Europeia, em comparação com julho de 2020, de acordo com a estimativas do Eurostat, o serviço de estatística da União Europeia.

O palco está armado para um confronto sobre o Brexit em uma cúpula da União Europeia na próxima semana.

A relutância do presidente da FrançaEmmanuel Macron, em fazer concessões na área de pesca preocupa autoridades de que isso poderia minar os esforços para um acordo comercial mais abrangente, já que negociadores iniciaram na segunda-feira um período de duas semanas de intensas negociações.

A UE disse que não pode haver um pacto comercial mais abrangente sem um acordo sobre o acesso que barcos da UE terão às águas britânicas.

O Reino Unido vê o assunto como uma questão de soberania e quer substituir um sistema de cotas que, na opinião do governo britânico, favorece injustamente pescadores da UE com uma série de negociações anuais que seriam mais positivas para o Reino Unido.

 ÁSIA

No Japão, o índice Jibun Bank de Serviços – PMI da IHS Markit para a Atividade de Negócios de Serviços, sazonalmente ajustado, ficou em 46,9 em setembro, ante 45,0 em agosto. A mais recente figura sinalizou uma redução na atividade, embora uma que foi a mais lenta na atual sequência de oito meses de contração.

Deixe um comentário