Dow Jones cai 1,4% na segunda-feira devido ao aumento global de casos de coronavírus

LinkedIn

As ações caíram na segunda-feira, antes de um prazo importante definido pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, para um novo auxílio ao coronavírus antes da eleição, enquanto os casos de Covid-19 aumentam.

O Dow Jones Industrial Average caiu 410 pontos, ou 1,4%. No início do dia, havia subido mais de 100 pontos. O S&P 500 caiu 1,6% e o Nasdaq Composite recuou 1,7%.

Amazon, Alphabet e Microsoft caíram pelo menos 2%, junto com Facebook e Apple. Todos os 11 setores do S&P 500 caíram no dia, com saúde e serviços de comunicação como os de pior desempenho.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, deu ao governo Trump 48 horas no domingo para chegar a um acordo de auxílio antes da eleição de 3 de novembro. Pelosi e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, também deveriam se falar na tarde de segunda-feira.

No entanto, o The Washington Post relatou que um acordo entre Pelosi e o governo não estava “parecendo próximo á acontecer”. As notícias enviaram as ações às quedas do dia.

“Continuaremos a ser muito sensíveis a qualquer conversa que tenha algo a ver com o estímulo”, disse Scott Wren, estrategista sênior de mercado global do Wells Fargo. “A forma como nos recuperamos [das baixas de março] foi esperando melhores notícias em termos de uma vacina, o Federal Reserve sendo muito fácil e o estímulo [fiscal]. (…) Acho que todos os três são muito importantes e temos uma perna que foi puxada ou, pelo menos, está vacilante”, acrescentou Wren.

Democratas e republicanos vêm tentando há semanas avançar com um novo auxílio ao coronavírus. Mas diferenças sobre quanto de dinheiro é necessário e a amplitude do projeto de lei complicaram as negociações.

Tom Block, estrategista de política de Washington da Fundstrat Global Advisors, acredita que é possível chegar a um acordo entre o governo Trump e Pelosi.

Enquanto isso, os casos globais de coronavírus atingiram 40 milhões na segunda-feira (19), o que colocou um freio no mercado de ações.

Uma análise da CNBC dos dados da Universidade Johns Hopkins mostrou que os casos de Covid-19 estavam crescendo 5% ou mais em 38 estados na sexta-feira. Em todo o país, a média diária de casos aumentou mais de 16% em uma base semana a semana para quase 55.000. Novas infecções por coronavírus na Europa estão aumentando em cerca de 97.000 por dia, 44% a mais que na semana anterior.

As principais médias foram ligeiramente mais altas no início do dia, uma vez que os dados econômicos da China aumentaram a comoção do mercado. A segunda maior economia do mundo relatou um crescimento do PIB no terceiro trimestre de 4,9%, o que estava abaixo das expectativas, mas indica uma perspectiva de melhoria.

As ações estavam saindo de uma semana de negociações agitadas.

O S&P 500 e o Dow caíram por três dias consecutivos na semana passada, antes de fecharem ligeiramente em alta na sexta-feira. O Nasdaq Composite registrou sua primeira sequência de derrotas de quatro dias desde setembro.

“É muito provável que aconteça muito nas próximas semanas, e o quadro macro mais amplo pode, portanto, mudar bastante dependendo dos desenvolvimentos ao longo de todas essas frentes”, acrescentou Hamid.

Deixe um comentário