Santander leva seu negócio de maquininhas concentrado na Getnet para a Argentina

LinkedIn

Depois do Chile, o Santander (BOV:SANB3) (BOV:SANB4) (BOV:SANB11) levou o seu negócio de maquininhas do Brasil, concentrado na Getnet, para a Argentina, informa o banco espanhol, em relatório que acompanha suas demonstrações globais. O presidente do Santander Brasil, Sergio Rial, já havia antecipado o movimento de expansão internacional no início do ano, que engloba ainda o ingresso no mercado mexicano de pagamentos. “Continuamos exportando o modelo do Brasil de adquirência para outros países. Na Argentina, já lançamos a Getnet”, enfatiza o Santander, em seu balanço global.

Além de exportar sua empresa brasileira de maquininhas, o banco espanhol também conseguiu uma licença bancária para o Openbank, braço digital do grupo, na Argentina. O banco central argentino deu seu aval em julho último.

Quanto ao Brasil, o banco cita o lançamento do Santander SX, que conecta com o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, o PIX. Em outra frente, seguiu com a expansão do Prospera, seu programa de microcrédito, no Uruguai e, conforme o banco, estão sendo feito estudos mais detalhados da sua implementação para outras regiões.

O Santander informa ainda que adquiriu uma plataforma digital de financiamento de veículos no Peru e abriu a Sumo no Chile, uma agência digital. Ainda no mercado chileno, o banco seguiu debruçado na abertura de contas e em cartões pré-pagos.

Deixe um comentário