Vinci Offices encerra processo de captação para venda de edifícios comerciais sem atingir montante base

LinkedIn

A BR Properties (BOV:BRPR3) recebeu comunicado da Vinci Offices Fundo De Investimento Imobiliário (BOV:VINO11), sobre o encerramento do processo de captação da Oferta Primária de Cotas da 5ª Emissão do Fundo.

O fato relevante foi divulgado nesta terça-feira (13) após o fechamento do mercado.

O Fundo informou que a oferta não atingiu o montante base de captação, de forma que ficam encerradas as tratativas entre a companhia e o Fundo, já que o valor captado foi insuficiente para efetivação da proposta comercial apresentada.

A proposta foi assinada no dia 12 de agosto e  tinha por objeto a compra dos seguintes edifícios comerciais: 100 % da participação da companhia dos Edifícios Souza Aranha I e Souza Aranha II, localizados na cidade de São Paulo, 100% do Edifício Porto Alegre, localizado na cidade de Porto Alegre, e 50% do Edifício Brasília, localizado na cidade de Brasília.

Lucro no 2T e recompra de ações

Conselho de Administração da BR Properties aprovou um programa de recompra de até 11 milhões de ações.

Segundo a empresa, a situação financeira atual da companhia é “compatível com a possível execução do programa de recompra de ações, nas condições aprovadas, não sendo vislumbrado nenhum impacto no cumprimento das obrigações com credores nem no pagamento de dividendos”. O programa teve início no dia 6 de agosto e será encerrado em 5 de fevereiro de 2022.

O lucro líquido da BR Properties caiu 65%, no segundo trimestre, na comparação anual para R$ 19,9 milhões. De abril a junho de 2019, o resultado foi afetado, positivamente, pelo efeito não caixa do imposto diferido na venda de propriedades. A empresa espera ter mais contratações de áreas de escritórios do que devoluções, neste semestre, apesar dos efeitos da crise provocada pela pandemia de covid-19 nas ocupações.

A empresa pretende divulgar os resultados do 3T20 no dia 04 de novembro.

Deixe um comentário