AstraZeneca divulga receita de US$ 6,6 bilhões no 3T20 e aguarda dados dos testes da vacina para este ano

LinkedIn

Os resultados da AstraZeneca (NASDAQ:AZN) no terceiro trimestre de 2020 foram mistos, uma vez que perdeu as estimativas de ganhos, mas bateu o mesmo em vendas. A empresa manteve sua orientação de receita e lucro emitida anteriormente para 2020.

O lucro do terceiro trimestre de 2020 de US$ 0,47 centavos por ação não atingiu a estimativa de consenso US$ 0,49 centavos. O lucro por ação de US$ 0,94 centavos ficou estável ano a ano a taxas de câmbio constantes (“CER”).

As receitas totais aumentaram 3%, tanto com base em relatórios quanto com base em CER, para US$ 6,58 bilhões no trimestre, impulsionadas por vendas mais altas de produtos. As receitas superaram ligeiramente a estimativa de consenso de US$ 6,54 bilhões.

As ações da AstraZeneca subiram 1,9% no pré-mercado na quinta-feira (05), após o anúncio dos resultados do terceiro trimestre. Neste ano, até agora, as ações da empresa subiram 10,4% contra uma queda de 6,2% para o setor.

CapturadeTela2020-11-05às14.00.30Gráfico diário (10 minutos) da AZN – br.advfn.com

A AstraZeneca também é negociada na B3 através da BDR (BOV:A1ZN34).

Aumento de vendas de produtos

As vendas de produtos aumentaram 7% no CER para US$ 6,52 bilhões impulsionadas por vendas maiores de medicamentos oncológicos e medicamentos para diabetes Farxiga, que compensaram o declínio na franquia Respiratória e Imunologia devido aos desafios enfrentados pela Pulmicort na China.

As receitas de colaboração foram de US$ 58 milhões, queda de 78% no CER. Isso incluiu receitas de colaboração de $ 8 milhões para roxadustat e $ 27 milhões para Enhertu.

Entre as várias áreas terapêuticas da AstraZeneca, as vendas de produtos Oncologia cresceram 13%. Em Biofármacos, as vendas de novos produtos CVRM aumentaram 8%, enquanto Respiratória e Imunologia diminuíram 12%. As vendas de outros medicamentos diminuíram 3%.

Vacina de Covid-19

Segundo a Agência Brasil, a empresa está mantendo as vacinas congeladas em grandes contêineres e só acrescentará um último ingrediente, mantendo-as em frascos e preservando-as em temperatura de geladeira quando a vacina estiver perto de obter uma aprovação.

“Estamos um pouco atrasados nas entregas, e é por isso que a vacina vem sendo mantida em forma congelada”, disse o presidente executivo, Pascal Soriot, em uma teleconferência.

Soriot acrescentou que a AstraZeneca está “totalmente” preparada para lançar a vacina quando estiver pronta e disse que o cronograma semanal de entregas da empresa deve acompanhar aproximadamente o que o governo britânico tem em mente para seus planos de vacinação.

A AstraZeneca e sua parceira no projeto, a Universidade de Oxford, disseram que os dados dos testes de estágio avançado devem surgir ainda neste ano.

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters, Agência Brasil

 

Deixe um comentário