Empresa de software pertencente à Dell anuncia plataforma empresarial de blockchain

LinkedIn

VMware, empresa de software pertencente à Dell, lançou sua plataforma blockchain com foco empresarial.

Em 2018, o primeiro beta da VMware deu indícios do lançamento da plataforma, chamada de Project Concord. O produto finalizado, VMware Blockchain, visa ajudar empresas a criar e utilizar aplicações descentralizadas (“dapps”).

VMware afirma que endereços de sua plataforma blockchain solucionam os problemas de escalabilidade e desempenho com seu próprio mecanismo de consenso chamado “Tolerância Escalável a Falhas Bizantinas” (do inglês “Scalable Byzantine Fault Tolerance” ou SBFT).

Para atingir o consenso em um blockchain, os nós da rede devem concordar sobre um conjunto específico de regras antes de aceitarem as informações recebidas de uma transação a ser transmitida ao blockchain.

O acréscimo do termo “escalável” ao modelo SBFT da VMware se refere à escalabilidade: a capacidade de um sistema ou rede se ampliar e fazer a gestão da crescente demanda.

Esse mecanismo preserva a tolerância a falhas e defesas contra ataques maliciosos, mantém a confiança descentralizada e fornece suporte à governança em redes multipartes, afirmou VMware.

CapturadeTela2020-11-19às12.58.21

A plataforma blockchain também fornece suporte à linguagem de programação de contratos autônomos DAML, criada pela startup cripto Digital Asset.

VMware têm, como alvo, players da indústria de serviços financeiros, manufatura, varejo, saúde e cadeia de suprimento como clientes fundamentais para sua plataforma blockchain.

“Focamos em criar uma plataforma blockchain a nível empresarial que atenda os requisitos de cadastramento mais exigentes da indústria de serviços financeiros e outras frentes de trabalho distribuídas e essenciais que exijam serviços de blockchain confiáveis e de alto desempenho”, disse Brendon Howe, vice-presidente e sócio-geral de blockchains na VMware.

“VMware Blockchain apresenta aos clientes os recursos empresariais hoje necessários para a produção, além da flexibilidade de se adaptar a necessidades futuras no setor blockchain em constante evolução.”

Deixe um comentário