O Deutsche Bank pediu à Europa que acelere o desenvolvimento das moedas digitais de banco central

LinkedIn

O Deutsche Bank, a maior instituição bancária da Alemanha, está confiante de que as moedas digitais de banco central, ou CBDCs, substituirão o dinheiro no futuro.

O braço de pesquisa do banco, o Deutsche Bank Research, publicou um novo relatório sobre estimativas econômicas e propostas para ajudar as economias globais atingidas pela pandemia do coronavírus. Intitulado “O que devemos fazer para reconstruir”, o estudo foi divulgado em 10 de novembro.

No relatório, o Deutsche Bank afirma que a pandemia da COVID-19 em curso acelerou a “revolução do dinheiro digital”. De acordo com o banco, esta revolução irá eventualmente permitir que CBDCs como o yuan digital da China ou a e-krona da Suécia substituam o dinheiro no longo prazo. O Deutsche Bank apelou aos governos nacionais e empresas privadas para trabalharem em alternativas aos cartões de crédito, declarando:

“Os lockdowns ao redor do mundo e as medidas de distanciamento social apenas aumentaram o uso de cartões em vez de dinheiro. Para responder, as empresas e os legisladores devem criar alternativas aos cartões de crédito e remover as taxas de intermediários. […] Por enquanto, a prioridade deve ser nos sistemas regionais de pagamento digital. No longo prazo, as moedas digitais de banco central substituirão o dinheiro. ”

No relatório, o Deutsche Bank Research também alertou os legisladores europeus sobre os riscos de não desenvolver seu próprio projeto de moeda digital em resposta ao progresso ativo da China e da Suécia nesse campo.

O banco argumentou que ficar para trás em outras jurisdições pode forçar a adoção de políticas pelos pioneiros:

“Se outros países não acompanharem, eles podem descobrir que suas empresas serão forçadas a adotar as moedas e políticas digitais de outros países como meios de pagamento.”

O banco apelou à Europa para desenvolver uma solução de moeda digital, a fim de fortalecer o euro na situação geopolítica existente. “Para fazer isso, devemos ter uma solução de pagamento europeia independente”, escreveu o Deutsche Bank Research.

Enquanto o Deutsche Bank pressiona pelo desenvolvimento acelerado de uma moeda digital global, vários países não têm pressa em emitir uma CBDC.

Em outubro de 2020, Jerome Powell, do Federal Reserve dos Estados Unidos, declarou que os EUA não estão preocupados com a possibilidade de outros países obterem uma vantagem inicial quando se trata de emitir CBDCs. O presidente do Fed disse que o governo dos EUA não tomará uma decisão sobre a emissão do dólar digital até que os riscos associados à CBDC, como ataques cibernéticos e privacidade, sejam resolvidos.

Autoridades da Nova Zelândia e da Rússia expressaram uma postura semelhante, declarando que preferem uma abordagem do tipo “esperar para ver”.

Por Helen Partz

Deixe um comentário