Ripple prepara escritório em Dubai enquanto planeja nova sede fora dos EUA

LinkedIn

A empresa de fintech, Ripple, sediada em San Francisco, anunciou que está preparando um novo escritório em Dubai enquanto planeja nova sede fora dos EUA.

Segundo o comunicado da empresa, a Ripple abriu um escritório no Dubai International Finance Centre (DIFC), a escolha do local talvez seja devido aos seus regulamentos amigáveis e inovadores com as criptomoedas.

Contudo, ainda não está certo se essa será a nova sede da Ripple, conforme reportou o Decrypt, a loja no DIFC da Ripple deve dividir com mais 100 cafés, três hotéis e várias galerias de arte. Navin Gupta, diretor-gerente da empresa, explica que a decisão também partiu do desejo da empresa de ficar mais próxima de seus clientes da região do Oriente Médio e Norte da África, onde está se firmando cada vez mais.

“Nosso escritório regional servirá como um trampolim para apresentar nossas soluções baseadas em blockchain e aprofundar nossos laços com ainda mais instituições financeiras na região”, acrescentou Gupta.

Embora Dubai seja um escritório regional, a Ripple separadamente, quer mudar sua sede do Vale do Silício devido à regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) em torno de sua criptomoeda, a XRP.

O CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, comentou em outubro que tais preocupações regulatórios podem explicar porque o PayPal não o listou entre as criptomoedas que oferecia aos clientes.

Em uma entrevista a CNBC, o CEO da Ripple disse que a empresa havia notado uma estrutura regulatória inadequada nos EUA.

Como Garlinghouse explicou, a SEC não agiu rapidamente no que diz respeito à regulamentação de criptomoeda, apesar de anos de lobby e apelos dos principais participantes do setor.

A Ripple provavelmente mudará sua sede para um país cuja Comissão de Valores Mobiliários não considere o XRP um valor mobiliário, segundo Brand.

Chris Larsen, cofundador da Ripple, lamentou o atraso dos EUA em inovação de criptomoedas.

Larsen também criticou os reguladores financeiros pelo que ele acreditava ser uma estratégia de “regulamentação por meio da aplicação da lei” que prejudica o desenvolvimento da criptomoeda.

Os executivos da empresa elogiaram diferentes países quando pressionados sobre a possibilidade de encontrar uma nova sede. Enquanto Garlinghouse parecia ter seu coração voltado para o Reino Unido, Larsen também considerava países como a Suíça.

Por Mirian Romão

Deixe um comentário