Empresas usam tecnologia blockchain e token próprio para rastrear produção de viscose

LinkedIn

Em busca de garantir uma produção sustentável de viscose, um projeto inovador de rastreabilidade do tecido está utilizando a tecnologia blockchain, segundo o Portugal Têxtil.

No total, oito países devem participar do “Viscose Traceability Project”, que ainda inclui um token próprio, usado atualmente na cadeia de produção sustentável de viscose através da plataforma TextileGenesis.

Apoiado pelo consórcio formado pelas empresas Zalando, Bestseller e Kering, o Viscose Traceability Project foi criado no início de dezembro de 2020, como um projeto piloto que utiliza a tecnologia blockchain para rastrear toda a cadeia de produção de viscose.

Segurança com a tecnologia blockchain

O projeto Viscose Traceability Project permite o rastreamento de toda a cadeia produtiva da viscose, incluindo desde a extração das fibras do tecido até o produto manufaturado.

Segundo Katrin Ley, diretora-geral da plataforma de moda sustentável Fashion for Good, a tecnologia blockchain garante mais segurança no processo de produção da fibra de viscose, funcionando como um certificado para a produção sustentável da matéria-prima.

“Um passo crítico para uma indústria de moda circular é verificar que as matérias-primas usadas são aprovisionadas de forma sustentável.”

Token próprio

Além da tecnologia blockchain, o projeto de rastreamento da produção de viscose terá um token próprio, a Fibercoins, criado pela TextileGenesis. A empresa é conhecida por desenvolver soluções através da tecnologia blockchain e criou um token utilizado para certificar a cadeia de produção de tecidos como a viscose.

Nesse caso, a Fibercoins é considerada um token de utilidade, sem valor comercial. Na verdade, o token é usado em toda a cadeia produtiva, e a cada etapa de produção da viscose é certificada com a entrega da Fibercoin.

Em entrevista ao Portugal Têxtil, o CEO da TextileGenesis explica que criar um mecanismo de rastreabilidade para todas as etapas de produção do tecido ainda é um desafio.

“A rastreabilidade na cadeia de valor têxtil é desafiante devido à elevada fragmentação da indústria e cadeias de aprovisionamento mundiais.”

IBM investe em moda sustentável

O uso da tecnologia blockchain em cadeias de produção de tecidos sustentáveis também é desenvolvido pela IBM, além do projeto de rastreamento da indústria de viscose em Portugal.

A empresa anunciou a criação de um aplicativo que utiliza a tecnologia blockchain para dar suporte à indústria da moda sustentável na Alemanha. Nesse caso, a IBM firmou parceria com a empresa Kaya & Kato para desenvolver o projeto.

Deixe um comentário