MRV Engenharia divulga que bateu recordes de vendas em 2020

LinkedIn

A MRV Engenharia e Participações, divulgou a prévia operacional do 4º trimestre de 2020.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:MRVE3) nesta quinta-feira (14). Confira o documento na íntegra.

Segundo a companhia, a MRV&Co, plataforma que abrange a incorporadora MRV, a americana AHS, a empresa de locação Luggo e a loteadora Urba, bateu recordes de vendas em 2020. O Valor Geral de Vendas (VGV) lançado subiu 11,6%, para R$ 7,7 bilhões, enquanto as vendas tiveram expansão de 39,1%, para R$ 7,5 bilhões.

A operação consolidada da MRV&Co registrou, no 4T20, uma geração de caixa total de R$ 175 milhões, equivalentes a um aumento de 8,5% frente ao 3T20.

A geração de caixa de 2020 atingiu o patamar de R$ 76,2 milhões. Esse resultado já contempla os efeitos dos investimentos nos diversos negócios da plataforma, como a AHS (que reportou queima de R$ 344,1 milhões), Luggo (queima de R$ 42,7 milhões) e a Urba (queima de R$ 58,8 milhões).

“Neste contexto, vale destacar que em 2020 a MRV (Incorporação Brasil) registrou uma geração de caixa de R$ 521,9 milhões”, explicou a construtora.

“Com um total de 52,5 mil vendas brutas em 2020, equivalentes a R$ 8,72 bilhões em VGV, a MRV&Co se consolidou como a primeira e única plataforma habitacional com atuação em 162 cidades brasileiras, além de 14 cidades nos Estados Unidos da América, nos estados da Florida, Texas e Georgia”, salientou.

Com o aumento dos lançamentos no 4T20, a VSO do período sofreu uma contração de 2,6 p.p. no comparativo com o trimestre anterior, atingindo 18,6%. Essa marca representa uma velocidade de vendas 5,8 p.p. mais alta que o 4T19 e 1,1 p.p. acima do mesmo período de 2018.

→ A MRV Engenharia e Participações é uma das maiores empresas de construção e incorporação imobiliária do Brasil. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Balanço traz receita líquida recorde, no 3T20

Aumento das vendas, crescimento dos lançamentos e avanço de obras justificam uma receita líquida recorde de R$ 1,76 bilhão, alta de 12,2% no comparativo anual. Apesar disso, o lucro líquido da MRV retraiu 1,6%, ficando em R$ 158 milhões. A margem bruta saiu de 29,5% no 3T19 para 28,3% no 3T20, devido a descontos dados pela companhia em virtude da pandemia e ao aumento de custos com materiais de construção.

A receita líquida da companhia no trimestre cresceu 12,2%, para R$ 1,76 bilhão.

Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ficou em R$ 253 milhões, aumento de 1,9% na comparação com o mesmo período de 2019. A margem, porém, caiu 1,5 ponto percentual, para 14,4%.

Deixe um comentário