O CEO da Intel, Bob Swan, deve deixar o cargo em 15 de fevereiro

LinkedIn

O CEO da Intel (NASDAQ:INTC), Bob Swan, deve deixar o cargo em 15 de fevereiro, segundo a CNBC.

O CEO da VMWare (NYSE:VMW), Pat Gelsinger, assumirá a posição, disseram fontes a Faber.

As ações da Intel subiram cerca de 13% após a notícia. As ações da VMWare caíram mais de 5%.

A Intel também é negociada na B3 através da BDR (BOV:ITLC34).

Swan foi nomeado CEO em janeiro de 2019, após atuar como CEO interino por sete meses.

Durante o mandato de Swan, a Intel sofreu golpes de concorrentes. Durante o verão, a Intel relatou que seus chips de última geração seriam adiados enquanto os da AMD (AMD, A1MD34) já estavam sendo vendidos dentro de laptops. A Apple anunciou no outono que usaria seus próprios chips em seus computadores Mac, quebrando uma parceria de 15 anos com a Intel para o fornecimento de chips.

Em dezembro, o Third Point, um fundo de hedge liderado por Dan Loeb, pediu ao conselho da Intel que explorasse “alternativas estratégicas”. Isso aconteceu depois que a Intel perdeu participação de mercado para os concorrentes AMD, Samsung e TSMC. Saiba Mais…

O Third Point exortou a Intel a se desfazer de “aquisições fracassadas” e criticou a Intel por sua “perda de liderança na fabricação”. A empresa recentemente adquiriu uma participação de cerca de US$ 1 bilhão na Intel, de acordo com a Reuters.

Após a notícia da partida de Swan, Loeb o chamou de “um ato de classe” e disse que ele “fez a coisa certa para todas as partes interessadas se afastando por Gelsinger”.

Os críticos apontaram para o fato de que o presidente-executivo da Intel não tem formação técnica, tendo atuado anteriormente como CFO. Com Gelsinger, não será mais o caso. Gelsinger trabalhou anteriormente na Intel, eventualmente se tornando seu primeiro diretor de tecnologia.

Espera-se que a Intel torne o anúncio oficial ainda na quarta-feira (13).

Deixe um comentário