Você tem dificuldades de se organizar financeiramente? Ah, Me Poupe!

LinkedIn

Calma, antes de começar a digitar freneticamente um comentário no fim desta matéria dizendo que no título dela parece que estamos te julgando, primeiro vamos explicar: Me Poupe! é o nome de um livro.

Mas não é qualquer livro, ele foi escrito por Nathalia Arcuri, a mesma que você viu diversas vezes em programas de TV, como repórter e apresentadora. Quem a viu nas telonas nem imagina que a Nath, como gosta de ser chamada, é muito “gente que nem a gente”, também já ficou indecisa sobre o que comprar, quando comprar e até se deveria realmente comprar; já passou por desafios na hora de poupar e investir e inclusive já perdeu grana no mercado financeiro, mas aprendeu muito com isso.

No livro, que tem mais de 500 mil exemplares vendidos, ela mostra os bastidores dessa sua fama, que não é por estar atrelada à televisão, e sim porque ela decidiu ser a protagonista de sua própria história financeira a ponto de tornar isso um projeto de vida pessoal – e profissional. Tanto que ela já saiu faz tempo da TV, mas ainda usa o jornalismo e sua imagem, porém de um jeito diferente. Hoje, além de autora, ela é fundadora da empresa que leva o mesmo nome do seu primeiro livro: Me Poupe!, do canal “Me poupe!” no YouTube, do blog, do Instagram, do programa de rádio 89 FM que ela apresenta todas as segundas-feiras pela manhã… de acordo com o site dela, são impactadas mais de 8 milhões de pessoas por mês através dessas plataformas.

Pausa para parar de encher a bola da Nath e refletir um pouco: de acordo com dados da B3, 2020 fechou com pouco mais de 3,2 milhões de pessoas investindo nela. E, quando falamos pessoas, não são apenas as físicas, mas também as jurídicas. Ou seja, há apenas 3 milhões de pequenos investidores no mercado acionário. Somente investidores individuais são 2,3 milhões de homens e 847 mil mulheres. Aqueles com CNPJ representam apenas 32,5 mil.

Mais um dado interessante: a faixa etária predominante da maioria dos investidores da Bolsa (mais de 1 milhão deles) vai de 26 a 35 anos. Porém, quando observamos quem investe mais em termos de valor, os senhores acima de 66 anos ganham disparados, 33% do total investido sai deles. Agora fica uma dúvida: se temos apenas 3 milhões de pequenos investidores na Bolsa depois de 2020 ter atingido o pico de novas entradas , já que até o fim de 2019 era apenas 1,6 milhão de pessoas investindo, como a Nath consegue atingir 8 milhões em apenas um mês?

Essa não é uma dúvida apenas sua. Até mesmo o Bacen, o Banco Central brasileiro, surpreendeu-se com isso e o próprio presidente dele, pela primeira vez na história, foi parar em… um canal de YouTuber, o canal “Me poupe!”. Ilan Goldfajn, o cara à frente do BC quando começaram os maiores cortes da Selic lá em 2016, não poderia ficar de fora disso.

Afinal, como sabemos, os investimentos, principalmente em renda variável, só ficaram mais atrativos aos pequenos investidores porque a Selic tem estado em patamares históricos de baixa. Claro que ele foi puxar a sardinha para o Tesouro Direto, mas também disse que o Me poupe! tem um papel importante de levar informação às pessoas. Se até ele indica, é bom dar uma olhada, certo?

=> Veja o vídeo de entrevista com o ex-presidente do Banco Central brasileiro, Ilan Goldfajn, ao “Me poupe!”. https://www.youtube.com/watch?v=LI4ZUxDNvk0

Por dentro do livro Me Poupe!

O que torna não apenas o canal do YouTube, mas todas as outras mídias e os livros da Nath atrativos é abordar o tema finanças abertamente, sem tabus nem estereótipos e, mais ainda, sem medir palavras. A descontração do discurso é mesclada com a informação do jeito que todo mundo gosta: direta, assertiva e bem fundamentada. Lembra muito o teor dos livros de Gustavo Cerbasi, que talvez você já conheça muito bem.

=> Caso ainda não conheça o Gustavo Cerbasi, ele é “apenas” um dos maiores autores sobre finanças pessoais com o maior número de exemplares vendidos na história deste país. Aproveite e veja a Resenha que fizemos de seu livro “A Riqueza da Vida Simples” clicando aqui.

Falando no Cerbasi, é justamente ele quem prefaceia o livro da Nath, e diversos outros nomes aparecem já no começo dando seu testemunhal. Uma dessas pessoas é a Psicanalista e Doutora em Psicologia Econômica Vera Rita de Mello Ferreira, que inclusive participou de uma entrevista exclusiva com a ADVFN falando sobre o que se passa na cabeça do investidor. Se perdeu, acesse aqui e aproveite o conteúdo, é muito relevante!

Na entrevista cedida pela Doutora, ela nos fala sobre um perfil raro, mas que existe: aquela pessoa que parece que já nasceu com um chip para poupar dinheiro, que faz isso sem a menor dificuldade. Certamente aí se inclui a Nath.

No decorrer do livro, a Nath conta que, desde os 7 anos de idade, pensa e age em prol das suas finanças pessoais. Atualmente, com 36 anos, ela já conquistou seu primeiro milhão há alguns anos e mostra que não é o tempo que a tornou mais experiente, e sim suas decisões. Enquanto muitos livros dizem para você se privar de tudo o que deseja agora para poupar e investir, e assim garantir um futuro distante, a Nath defende que não é preciso passar vontade, nem deixar de viajar, nem ter um emprego com salário altíssimo para poder investir, nem viver com o mínimo. Você só deve aprender a desf#&@*r sua vida financeira!

Você não leu errado, nem nós erramos ao digitar a palavra. A missão do Poupe Me!, conforme a Nath, é “desfuder a nação” que está endividada, que não tem “um puto no bolso” e não investe – ou que só “investe” na poupança. Como ela se propõe a fazer isso? Com informação. E disso o livro é bem recheado.

Ao todo são 10 capítulos, que a Nath chama de passos, para você perceber em que pé está sua vida financeira hoje e como se livrar de maus hábitos que corroem o bolso e também a esperança de investir mais e melhor. Ela cita estudos e outros dados do mercado para demonstrar conceitos, explica de um jeito muito simples o que são os Juros Compostos e diversos tipos de investimentos, e também apresenta em detalhes várias estratégias financeiras para usar no dia a dia. Muito além das planilhas de orçamento financeiro, o livro revela de um jeito prático o que é possível fazer para cuidar melhor do dinheiro – e de si mesmo.

Não é nada complexo, basta muitas vezes se fazer algumas perguntas antes de tomar uma decisão de compra ou de investimento, ou ainda pegar um papel e caneta e analisar algumas coisas. Mas exige que você assuma o controle. De acordo com a Nath:

“Não importa a sua idade, não importa onde você vive, não interessa nem mesmo quanto você ganha. Você precisa adestrar o seu dinheiro assim como um cachorro, se não quiser ser dominado por ele pelo resto da vida. Pense bem: qual foi a última vez que você sentiu tranquilidade em relação à sua vida financeira? Aquela sensação sublime de poder pagar todas as contas e ainda ter dinheiro sobrando no fim do mês?

  1. Nem sabia que isso era possível.
  2. Esse tipo de coisa só acontece com gente rica.
  3. Seria ótimo sentir isso, mas não tenho ideia do que fazer para viver assim.
  4. Vivo constantemente com essa sensação.

Se você respondeu ‘a’ ou ‘b’, este livro vai ser o ponto de partida para uma mudança financeira tão indescritível que você vai querer ler novamente só para poder responder ‘d’ da próxima vez. Se respondeu ‘c’, tenho uma boa notícia: vou ensinar você a se organizar para ter dinheiro suficiente para pagar as contas, fazer o que gosta e ainda guardar um pouco para o futuro. Não importa que alternativa você escolheu, este livro será um guia para transformar sua vida e trazer tanto tranquilidade quanto prosperidade. Ter dinheiro sobrando é bom, mas saber multiplicá-lo para realizar sonhos audaciosos é ainda melhor”.

É esse o convite que ela faz a todos e que fica aqui também para você. E, se acha que a leitura pode ser pesada, não se preocupe, até nisso a Nath te poupou. A obra é bem curta, tem 176 páginas apenas, e tanto a versão digital quanto a física têm um preço que cabe no seu bolso. Inclusive, no auge da pandemia, em março de 2020, a Nath liberou o PDF da obra de graça na web, para incentivar as pessoas a aprenderem muito mais sobre finanças principalmente nessa época conturbada. Mas, se preferir, como a própria Nath sugere no livro, você pode até mesmo pegar emprestado de alguém esse livro para ler, mas é arriscado não querer devolver e perder um amigo nessa jogada. Você decide.

Se quiser ir além, vamos deixar aqui embaixo outra obra da Nath para você poder ler e também os canais oficiais dela. O Me Poupe! é um livro que serve para tirar boas dicas, mas também é uma ótima opção de presente, afinal quem não quer ser a cara da riqueza igual à Nath? Com mais mulheres entrando na Bolsa e conhecendo melhor os investimentos, e principalmente os jovens abrindo sua conta na B3, como vimos anteriormente, conhecer o Me Poupe! é uma maneira de incentivar o aprendizado descomplicado, mas que funciona. Outra forma de fazer isso você também já sabe: é continuar sempre com a ADVFN, porque aqui o conteúdo também é feito por você e para você! Boa leitura e ótimo$$ investimento$$!

ARCURI, Nathalia. Me Poupe! 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso. 2. ed. São Paulo: Sextante, 2020. 176 p.

ARCURI, Nathalia. Guia prático Me Poupe! 33 dias para mudar sua vida financeira. São Paulo: Sextante, 2020. 176 p.

Conheça o site do Me Poupe! clicando aqui.

Para acessar o YouTube do Me poupe!, acesse aqui. 

Veja o Instagram do Me Poupe! conferindo aqui.

Imagem de capa desta matéria: Divulgação.

 

Deixe um comentário