ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

A Pfizer diz que sua vacina de Covid-19 é 100% eficaz em crianças de 12 a 15 anos

LinkedIn

A Pfizer (NYSE:PFE) disse na quarta-feira (31) que sua vacina de Covid-19 foi 100% eficaz em um estudo com adolescentes de 12 a 15 anos, encorajando resultados que poderiam ser usados ​​em alunos do ensino fundamental antes do início das aulas no outono americano.

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que a empresa planeja enviar os novos dados sobre a vacina, que é desenvolvida em parceria com a farmacêutica alemã BioNTech (NASDAQ:BNTX), para a Food and Drug Administration e outros reguladores “o mais rápido possível”, com a esperança de que as crianças na faixa etária poderá ser vacinada antes do próximo ano letivo.

“Compartilhamos a urgência de expandir a autorização de nossa vacina para uso em populações mais jovens e somos encorajados pelos dados de ensaios clínicos de adolescentes com idades entre 12 e 15”, disse Bourla em um comunicado à imprensa.

O ensaio envolveu 2.260 participantes nos Estados Unidos. Houve 18 infecções confirmadas por Covid-19 observadas no grupo do placebo e nenhuma infecção confirmada no grupo que recebeu a vacina, disse a empresa. Isso resultou em uma eficácia da vacina de 100%, disse, acrescentando que a injeção também foi bem tolerada, com efeitos colaterais geralmente consistentes com os observados em adultos.

A empresa também disse que a vacina provocou uma resposta “robusta” de anticorpos em crianças, excedendo as de um ensaio anterior com jovens de 16 a 25 anos.

A vacinação de crianças é crucial para acabar com a pandemia, afirmam as autoridades de saúde pública e especialistas em doenças infecciosas. É improvável que o país alcance imunidade coletiva – quando um número suficiente de pessoas em uma determinada comunidade tem anticorpos contra uma doença específica – até que as crianças possam ser vacinadas, dizem os especialistas.

As crianças representam cerca de 20% da população dos EUA, de acordo com dados do governo. Entre 70% e 85% da população dos EUA precisa ser vacinada contra a Covid para obter imunidade coletiva, dizem os especialistas, e alguns adultos podem se recusar a tomar as vacinas.

O Dr. Scott Gottlieb, ex-comissário do FDA e membro do conselho da Pfizer, disse que espera que a agência dos EUA leve cerca de um mês para revisar os novos dados. Se o processo do FDA for bem, a vacina pode estar disponível para crianças entre 12 e 15 anos no outono, que ocorre entre 21 setembro até 20 dezembro.

A vacina da Pfizer já foi autorizada para uso nos Estados Unidos  em pessoas com 16 anos ou mais. Os estudos clínicos testando a vacina em crianças, cujo sistema imunológico pode responder de forma diferente do que os adultos, ainda precisavam ser concluídos.

O principal conselheiro médico da Casa Branca, Dr. Anthony Fauci, disse a um comitê da Câmara no início deste mês que os EUA poderiam começar a vacinar crianças mais velhas contra a Covid-19 neste outono, enquanto as crianças do ensino fundamental podem começar a tomar suas vacinas no início do próximo ano.

A Moderna, que também tem uma vacina autorizada nos Estados Unidos,  disse em 16 de março que começou a testar sua vacina em crianças menores de 12 anos. Em dezembro, a Moderna iniciou um estudo testando crianças de 12 a 17 anos.

A Johnson & Johnson planeja testar sua vacina de injeção única em bebês e até mesmo em recém-nascidos, depois de testá-la primeiro em crianças mais velhas, de  acordo com o The New York Times.

A Pfizer começou a testar sua vacina em crianças a partir de 12 de outubro. Ela anunciou na semana passada que iniciou um ensaio clínico testando sua vacina Covid-19 em crianças saudáveis ​​de 6 meses a 11 anos.

Para a primeira fase desse ensaio, a empresa identificará o nível de dosagem preferido para três grupos de idade – entre 6 meses e 2 anos, 2 e 5 e de 5 a 11 anos. As crianças começarão recebendo uma dose de 10 microgramas de a vacina antes de passar progressivamente para doses maiores, segundo a empresa. Os participantes também têm a opção de tomar doses de 3 microgramas.

Bogoch disse que é difícil prever se a vacina funcionará tão bem em crianças quanto em adolescentes, embora ele acrescentou que está “otimista”.

A Pfizer disse na quarta-feira que planeja solicitar uma emenda à sua autorização de uso de emergência atual com o FDA para incluir adolescentes de 12 a 15 anos de idade. Todos os participantes do estudo continuarão a ser monitorados por mais dois anos após a segunda dose, disse a empresa.

Pfizer e BioNTech disseram que planejam enviar os dados para revisão científica por pares.

A Pfizer também é negociada na B3 através da BDR (BOV:PFIZ34).

A BioNtech é negociada na B3 através da BDR (BOV:B1NT34).

(Com CNBC)

Deixe um comentário