Ações da Visa (VISA34) caem após relatório de possíveis práticas anticompetitivas de cartão de débito

LinkedIn

As ações da Visa (NYSE:V) caíram drasticamente a partir do meio-dia (hora de Brasília) de sexta-feira (19), depois que um relatório disse que o Departamento de Justiça (DOJ) abriu uma investigação sobre seu negócio de cartão de débito e possíveis práticas anticompetitivas.

A divisão antitruste do departamento começou a coletar informações sobre se a Visa, a maior rede de cartões dos Estados Unidos, restringiu a capacidade dos comerciantes de rotear transações com cartão de débito em redes menos caras, de acordo com o The Wall Street Journal.

Essas fontes acrescentaram que as perguntas dos investigadores do DOJ estão centradas em transações online com cartão de débito, mas também incluíram consultas sobre problemas na loja.

A Visa, que viu suas ações sob pressão na sexta-feira, caiu abruptamente de cerca de US$ 218,50 para cerca de US$ 209 por ação por volta das 12h30, após o relatório do Journal. Suas perdas derrubaram a ação cerca de 5% no pregão.

CapturadeTela2021-03-19às15.25.40Gráfico candle intraday da V – br.advfn.com

A investigação se concentra no papel das taxas de rede, cobranças que os processadores de pagamentos cobram dos comerciantes em troca de acesso à vasta rede do processador, de acordo com o relatório.

Os investigadores buscarão determinar se as políticas de taxas da Visa conferem ilegalmente um domínio injusto do mercado, concluiu o jornal.

A Visa também é negociada na B3 através da BDR (BOV:VISA34).

As ações da VISA34 caíram -7,2% na sexta-feira. De R$ 61,65 reais (preço do fechamento), as ações estão sendo negociadas na sexta-feira à R$ 57,20 (último preço).

CapturadeTela2021-03-19às15.32.05

Gráfico candle da VISA34 (intraday 1 minuto) – br.advfn.com

Deixe um comentário