Confira os Indicadores Econômicos desta segunda-feira (22/03/2021)

LinkedIn
Confira os principais indicadores econômicos desta hoje, em destaque após o Comitê de Política Monetária (Copom) elevar em 0,75 ponto porcentual a Selic na semana passada, para 2,75% ao ano, os economistas do mercado financeiro aumentaram suas projeções para a taxa básica da economia no fim de 2021.

Brasil

  • Boletim Focus: IPCA de 2021 sobe de 4,60% para 4,71%

Após o Comitê de Política Monetária (Copom) elevar em 0,75 ponto porcentual a Selic na semana passada, para 2,75% ao ano, os economistas do mercado financeiro aumentaram suas projeções para a taxa básica da economia no fim de 2021. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira que a mediana das previsões para a Selic neste ano passou de 4,50% para 5,00% ao ano. Há um mês, estava em 4,00%.

No caso de 2022, a projeção passou de 5,50% para 6,00%, ante 5,00% de um mês antes. Para 2023, seguiu em 6,00%, mesmo patamar de quatro semanas atrás. Para 2024, permaneceu em 6,00%, igual a um mês atrás.

O aumento da Selic em 0,75 pp na semana passada surpreendeu o mercado, que apostava em uma alta de 0,50 pp nesta reunião. O BC argumentou que a elevação mais forte tem o efeito positivo de evitar que a inflação estoure o teto da meta neste ano.

No comunicado da decisão, o Copom já anunciou que, a não ser que as condições mudem significativamente, uma nova elevação de 0,75 ponto deverá ser aplicada na próxima reunião, levando a taxa para 3,50% já em maio. A ata do encontro será divulgada nesta terça-feira (23) às 8h.

  • Balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,43 bilhão neste ano

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,43 bilhão neste ano, até a terceira semana de março, com corrente de comércio de US$ 92,44 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (22/3), pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia. As exportações somam US$ 46,94 bilhões, com alta de 13,4%, pela média diária, e as importações sobem 21,1% e atingem US$ 45,50 bilhões.

No acumulado do mês, as exportações cresceram 26,4% e somaram US$ 15,81 bilhões, enquanto as importações subiram 46,9% e totalizaram US$ 14,54 bilhões. Dessa forma, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,27 bilhão, e a corrente de comércio alcançou US$ 30,35 bilhões, com alta de 35,4%.

Se for considerada apenas a terceira semana de março, a corrente de comércio alcançou US$ 8,818 bilhões, com US$ 5,004 bilhões de exportações e US$ 3,815 bilhões de importações, o que gerou um superávit de US$ 1,189 bilhão.

 Europa

  • BCE: Sem PEPP, zona do euro teria sofrido grave crise

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, afirmou que sem o programa emergencial de compras de ativos, que é conhecido como PEPP e foi lançado há cerca de um ano em reação à pandemia de covid-19, a zona do euro provavelmente teria sofrido uma “grave crise econômica e financeira com consequências devastadoras” para todo o bloco.

Em postagem publicada nesta segunda-feira no blog do BCE, Lagarde afirmou que o BCE tem a opção de ajustar as compras de ativos do PEPP a qualquer momento, “em resposta a possíveis mudanças nas condições de mercado”.

Na última reunião de política monetária do BCE, no dia 11, o BCE decidiu acelerar significativamente as compras por meio do PEPP, após os mercados financeiros reagirem negativamente a uma tendência de alta dos juros dos Treasuries e dos bônus europeus, que gerou temores sobre possível aperto monetário mais adiante.

  • Superávit em conta corrente da zona do euro diminui em janeiro

 O superávit em conta corrente da zona do euro diminuiu em janeiro devido a um maior déficit na renda secundária, que inclui saídas como remessas e impostos, mostraram dados do Banco Central Europeu nesta segunda-feira.

O bloco de 19 países que compartilham o euro registrou um superávit em transações correntes de 30,5 bilhões de euros em janeiro, ante 36,7 bilhões de euros em dezembro, mas acima dos 15,9 bilhões registrados um ano antes, de acordo com números ajustados.

Com base em dados não ajustados, o superávit diminuiu de 51,9 bilhões de euros para 5,8 bilhões de euros, refletindo oscilações semelhantes registradas no primeiro mês dos anos anteriores.

Estados Unidos

  • Federal Reserve reporta ganho de US$ 88,6 bilhões em 2020

Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) divulgou nesta segunda-feira seu relatório financeiro anual, apontando ganhos de cerca de US$ 88,6 bilhões em 2020. O valor representa uma alta de US$ 33,1 bilhões em relação a 2019.

Segundo o documento, as remessas da autoridade monetária ao Tesouro somaram US$ 86,9 bilhões no ano passado, enquanto a receita de juros sobre títulos adquiridos por meio de operações de mercado aberto totalizou US$ 101,2 bilhões – queda de US$ 1,6 bilhão em frente ao ano anterior.

O BC dos Estados Unidos também revelou que, em 31 de dezembro de 2020, seus ativos totais somavam US$ 7,4 trilhões, US$ 3,2 trilhões a mais que na mesma data um ano antes. Também no último dia de 2020, as provisões para perdas do programa de empréstimos Main Street , criado como auxílio durante a crise provocada pelo coronavírus, era de US$ 2,4 bilhões.

  • Powell chama as criptomoedas de “reservas de valor não muito úteis”

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse nesta segunda-feira que as criptomoedas continuam sendo uma reserva de valor instável e que o banco central não tem pressa em apresentar um concorrente.

“Eles são altamente voláteis e, portanto, não são depósitos de valor realmente úteis e não são apoiados por nada”, disse Powell durante um painel de discussão virtual sobre banco digital hospedado pelo Bank for International Settlements.

“É mais um ativo especulativo que é essencialmente um substituto para o ouro do que para o dólar.”

Nos últimos anos, o Fed tem trabalhado em seu próprio sistema de pagamentos que facilita a transferência mais rápida de dinheiro, com a divulgação do produto final provavelmente ocorrendo nos próximos dois anos.

Junto com isso, o Federal Reserve também empreendeu outras investigações para saber se uma moeda digital do banco central seria necessária ou prática.

  • Atividade econômica nos EUA caiu em fevereiro pela primeira vez desde abril de 2020

O ritmo da atividade econômica dos Estados Unidos caiu em fevereiro pela primeira vez desde abril de 2020 em meio a dados mais fracos de produção, consumo e habitação, segundo a regional de Chicago do Federal Reserve (Fed, banco central americano).

O Índice de Atividade Nacional do Fed de Chicago caiu para -1,09 ponto em fevereiro, de uma revisão para +0,75 em janeiro, sugerindo que o crescimento econômico dos EUA diminuiu no mês. O número ficou aquém do consenso dos economistas, que consultados pela FactSet esperavam que o indicador ficasse em 0,68.

O resultado de fevereiro marca a primeira leitura negativa desde abril de 2020, quando caiu para uma baixa recorde quando a pandemia da covid-19 atingiu o país e quase paralisou a economia.

Deixe um comentário