Grupo Pão de Açúcar: Procon-SP multa companhia em R$ 10 milhões por infringir CDC

LinkedIn

O Procon-SP multou a Grupo Pão de Açúcar em R$ 10.546.442,48 por praticar em sua rede de lojas, site e aplicativos irregularidades relacionadas a oferta de produtos, falta de informação ostensiva sobre oferta promocional, publicidade enganosa e cláusulas abusivas em campanha promocional. Desta forma infringiu os artigos 30, 31, 37 e 51 do Código de Defesa do consumidor (CDC).

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:PCAR3) nesta quarta-feira (17).

Consumidora reclamou junto ao Procon-SP não ter encontrado no estabelecimento oferta de água sanitária Ipê 2 litros veiculada pela empresa por meio do aplicativo “Cliente Mais”, com validade para período compreendido entre 19/9 a 16/10/2019.

Notificado para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido, o fornecedor alegou não ter havido consumidores participantes do grupo “Produtos que você compra” que fizeram a compra deste produto, deixando de comprovar o cumprimento à oferta.

Assim, ao veicular ofertas promocionais referentes a determinados produtos, sem que disponha dos referidos produtos para cumprir a oferta anunciada, a empresa infringiu o Artigo 30 do CDC.

Lucro dos controladores alcança 2,178 bilhões, alta de 174,9%

GPA divulgou lucro dos acionistas controladores, base para pagamento de dividendos, alcançando R$ 2,178 bilhões em 2020, alta de 174,9% na comparação com 2019.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

4T20

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) teve lucro de R$ 1,59 bilhão no quarto trimestre, ante lucro de R$ 94 milhões em igual período de 2019.

A forte alta do resultado é, dentre outros fatores, pelo ganho de uma ação para a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins, além da melhora do resultado financeiro líquido e maior resultado da equivalência patrimonial.

Deixe um comentário