HBR Realty (HBRE3): prejuízo líquido de R$ 27,3 milhões em 2020, impactado pela pandemia e por um efeito não caixa no regime de tributação

LinkedIn

A HBR Realty registrou prejuízo líquido R$ 27,3 milhões, queda de 110% em relação aos R$ 278,4 milhões de 2019, impactado pelos efeitos da pandemia COVID-19 e pontualmente impactado por um efeito não caixa, decorrente da alteração no regime de tributação de determinadas empresas controladas, passando de lucro presumido para lucro real.

Os resultados da HBR Realty (BOV:HBRE3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 29/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

O Lucro Líquido de 2020 foi impactado pelos efeitos da pandemia COVID-19, que reduziram receitas esperadas e trouxeram alguns aumentos de despesas como gerais e administrativas e resultado financeiro. Porém o exercício de 2020 foi pontualmente impactado por um efeito não caixa, decorrente da alteração no regime de tributação de determinadas empresas controladas, passando de lucro presumido para lucro real.

Com isto, a Companhia destacou um imposto diferido em 2020 da ordem de R$ 49,7 milhões.

O Ebtida ajustado apresentou redução frente ao desempenho de 2019, atingindo R$ 38,6 milhões no ano. Os principais impactos estão relacionados a pandemia COVID-19, que provocou queda nas receitas e aumento nas despesas financeiras do período.

Já a receita líquida no ano foi de R$ 77,3 milhões, crescimento de 14% em relação ao ano de 2019.

Pensando em investir na HBR Realty?

A HBR Realty é uma empresa focada no desenvolvimento de propriedades urbanas e foi fundada por Henrique Borenstein, o mesmo fundador da Helbor. As duas companhias são controladas pela holding Hélio Borenstein S.A..

A companhia tem quatro plataformas para atuar em diferentes áreas: HBR 3A (prédios corporativos de alto padrão), HBR Malls (shoppings center), ComVem (centros e conveniência) e HBR Opportunities (outras classes, como hotéis e estacionamentos).

IPO

A empresa chegou a preparar uma Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês) em 2020, mas acabou suspendendo o processo, trocando a operação para uma oferta restrita de ações voltada para investidores profissionais, realizada em janeiro de 2021.

A HBR emitiu 38,2 milhões de ações, levantando R$ 729,6 milhões em sua oferta.

Governança Corporativa

As ações da HBR Realty são negociadas no Novo Mercado da B3.

Composição Acionária

ACIONISTAS AÇÕES %
Tierra Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia 29.245.042 45,00
Helio Borenstein S.A. Administração Partic. e Comércio 32.169.545 49,50
Henry Borenstein 3.574.394 5,50
Total 64.988.981 100

Desempenho da empresa na B3

Desde o IPO, as ações da HBR Realty oscilaram entre a mínima de R$ 15,30 e a máxima de R$ 19,99. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 0,7%, negociada a R$ 16,88.

Confira o histórico da HBR Realty (HBRE3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Méd. Vol Méd. Variação Variação %
1 Semana 15,92 16,89 15,71 16,59 75.440 0,96 6,03%
1 Mês 17,22 17,22 15,30 16,25 96.590 -0,34 -1,97%
3 Meses 19,69 19,99 15,30 17,38 213.288 -2,81 -14,27%
6 Meses 19,69 19,99 15,30 17,38 213.288 -2,81 -14,27%
1 Ano 19,69 19,99 15,30 17,38 213.288 -2,81 -14,27%
3 Anos 19,69 19,99 15,30 17,38 213.288 -2,81 -14,27%
5 Anos 19,69 19,99 15,30 17,38 213.288 -2,81 -14,27%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário