Itaúsa: conselho aprova Juros sobre capital próprio de R$ 0,015 por ação

LinkedIn

O conselho de administração da Itaúsa declarou antecipadamente, por conta do dividendo obrigatório do exercício de 2021, juros sobre o capital próprio no valor de R$ 0,015456 por ação, que serão pagos até 30 de setembro de 2021, com base na posição acionária final do dia 09 de março de 2021 e com retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,0131376 por ação.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:ITSA4), nesta quinta-feira (04). Confira o documento na íntegra.

Vale lembrar que a Itaúsa divulgou no dia 22 de fevereiro deste ano que vai pagar no próximo dia 12 de março juros sobre o capital declarados em reuniões do Conselho de 07.12.2020 e 18.01.2021, nos valores de:

➢ R$ 0,10165 por ação (líquido de R$ 0,0864025 por ação), com base na posição acionária final do dia 10.12.2020; e

➢ R$ 0,0208 por ação (líquido de R$ 0,01768 por ação), com base na posição acionária final do dia 22.01.2021.

Lucro líquido de R$ 7,1 bilhões em 2020

A Itaúsa, holding brasileira de investimentos, reportou lucro líquido de R$ 7,1 bilhões em 2020 e retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) de 13%.

Os resultados da Itaúsa (BOV:ITSA3) (BOV:ITSA4) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 22/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

Para Alfredo Setubal, presidente da Itaúsa, “ainda teremos um 2021 cercado de incertezas, mas seguimos empenhados em entregar retorno atrativo aos acionistas da Itaúsa no longo prazo”. “Avalio que nossas investidas têm tomado decisões corretas, tornando-as mais preparadas e fortes em seus setores de atuação, com ganhos de market share, além de retornos crescentes”, conclui.

As empresas investidas Alpargatas e Duratex dos segmentos de varejo e construção civil, respectivamente, apresentaram crescimento em seus resultados recorrentes. Já o Itaú Unibanco, maior investida do portfólio, teve seu resultado impactado pelo aumento no volume de provisões do banco, mas o 4º trimestre sinalizou a retomada dos negócios e a gestão eficiente das despesas.

Deixe um comentário