Ripple e Moneygram encerram parceria

LinkedIn

Nessa segunda-feira (9), a empresa de registro distribuído Ripple disse que sua parceria com a empresa de transferência de dinheiro MoneyGram está chegando ao fim.

“Juntas, Ripple e MoneyGram tomaram a decisão de encerrar nosso atual acordo de parceria”, disse Ripple em uma publicação.

Em um tuíte, Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, disse:

Embora a falta de uma estrutura regulatória de cripto tenha deixado, sem necessidade, as águas turvas para empresas e consumidores americanos, não há dúvidas do que Ripple e MGI alcançaram juntas.

Bilhões de dólares foram enviados e negociados entre fronteiras por meio pela ODL [solução de liquidez sob demanda] com XRP.

Ripple também declarou que ambas as empresas estão “comprometidas a revisitar nosso relacionamento no futuro”.

Ripple e a parceria com a MoneyGram data de junho de 2019. Na época, MoneyGram concordou em usar o criptoativo XRP como parte do processo de liquidações cambiais estrangeiras, em que a Ripple tinha uma participação acionária na empresa.

Como parte do acordo, MoneyGram recebia incentivos financeiros na forma de XRP (apesar de que, em declarações financeiras públicas, MoneyGram não armazenava XRPs, e sim os vendia após o recebimento).

Em fevereiro, a MoneyGram decidiu suspender seu uso da plataforma da Ripple por conta da contínua batalha judicial da Ripple com a Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), que havia enviado uma acusação contra Garlinghouse, o cofundador Chris Larsen e a Ripple em dezembro de 2020.

Desde então, Ripple enviou sua resposta formal à acusação da SEC. Tanto Garlinghouse como Larsen decidiram agir para que as acusações contra eles sejam anuladas.

Deixe um comentário