Bitmain lançará novo hardware para mineração de ether

LinkedIn

Bitmain, fabricante de hardwares de mineração cripto com sede em Pequim, irá lançar um novo modelo para mineração da rede Ethereum.

Hoje (16), a empresa anunciou que seu E9 AntMiner deve ser lançado logo, que será uma máquina com chip de circuito integrado de aplicação específica (ASIC, na sigla em inglês) e irá operar com o algoritmo Ethash.

A iniciativa surge em meio a crescentes receitas na rede Ethereum, o que já elevou os preços tanto da unidade de processamento gráfico de uso geral (GPU) quanto do equipamento de mineração ASIC.

No entanto, a Bitmain ainda tem de informar os preços e as especificações técnicas do E9, o qual segue seu E3 da AntMiner, lançado em 2018.

Devido à atual escassez global de chip, ainda não foi determinado quando a Bitmain poderá lançar o equipamento no mercado com detalhes de envio.

O equipamento ASIC de Ethereum mais usado no mercado é o A10 Pro, fabricado pela InnoSilicon – empresa com sede em Wuhan –, o qual tem uma capacidade de computação entre 500 e 750 megahashes por segundo (MH/s), dependendo da versão usada.

Cotas divulgadas por revendedores de hardwares de mineração chineses mostram que até mesmo um A10 Pro de segunda-mão com 500 MH/s de capacidade de hashing podem ser negociados por mais de 70 mil yuans, cerca de US$ 11 mil, por unidade.

Segundo dados do índice de lucratividade apresentados pelo F2Pool, um A10 Pro com 500 MH/s de capacidade de computação pode produzir US$ 55 de receita em mineração de ether (ETH), com uma margem de lucro bruto de 98%.

Deixe um comentário