Eletrobras aprova direito de preferência da CGT Eletrosul para aquisição das participações de 49% da FOTE e de 49% da TSLE

LinkedIn

A Eletrobras aprovou o Exercício do Direito de Preferência e consequentemente a aquisição, pela Companhia de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do Sul do Brasil (CGT Eletrosul), das participações de 49% da Fronteira Oeste Transmissora de Energia (FOTE) e de 49% da Transmissora Sul Litorânea de Energia (TSLE).

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6), nesta quinta-feira (29). Confira o documento na íntegra. 

Ambas as empresas são de propriedade da Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT).

O prazo para manifestação da CGT Eletrosul à CEEE-GT é 11 de maio de 2021.

A CGT Eletrosul pagará à CEEE-GT os preços mínimos ofertados de R$ 83,101 milhões para FOTE, e de R$ 217,551 para TSLE.

“A intenção da CGT Eletrosul com a consolidação desses ativos é futuramente promover a sua incorporação”, informa a Eletrobras.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 12 de maio.

Lucro líquido de R$ 6,3 bilhões em 2020, queda de 43% influenciado pela variação cambial decorrente da pandemia

A Eletrobras registrou no consolidado do exercício de 2020 um lucro líquido de R$ 6,387 bilhões, 43% inferior aos R$ 11,133 bilhões obtidos no ano anterior. A companhia salienta que o lucro de 2019, é composto do resultado das operações continuadas de R$ 7,848 bilhões e de R$ 3,285 bilhões referente às operações descontinuadas (distribuição), com destaque para privatização da distribuidora Amazonas Energia. Com isso, pelo critério de operações continuadas, o lucro recuou 19%.

A Eletrobras registrou um lucro líquido de R$ 1,269 bilhão no quarto trimestre de 2020, queda de 44% na comparação com os R$ 2,273 bilhões apurados no mesmo intervalo de 2019, conforme valores reapresentados pela companhia seguindo orientação dos órgãos reguladores.

Deixe um comentário