Folha de pagamento nos EUA de março supera expectativas e índice de desemprego cai

LinkedIn

As empresas dos EUA contrataram mais empregados do que o esperado em Março, estimulados pelo aumento das vacinações e mais dinheiro para alívio da pandemia do governo, confirmando as expectativas de que um boom econômico está em andamento.

As folhas de pagamento não-agrícolas aumentaram em 916.000 empregos no mês passado, disse o Departamento do Trabalho, o payroll, nesta sexta-feira (02).

Esse foi o maior ganho desde agosto passado. Os dados de fevereiro foram revisados ​​para cima para mostrar 468.000 empregos criados em vez dos 379.000 relatados anteriormente.

Economistas ouvidos pela Reuters previam um aumento de 647.000 empregos na folha de pagamento em março. A taxa de desemprego caiu para 6,0% no mês passado de 6,2% em fevereiro.

A taxa de participação da força de trabalho subiu ligeiramente, de 61,4% em fevereiro para 61,5% em março. Os ganhos salariais por hora caíram levemente, em 0,1%, em março ante fevereiro, mas registaram alta de 4,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O relatório do Departamento do Trabalho confirma as análises de que a economia dos EUA está se aquecendo, estimulada desde o ano passado por estímulos monetários e fiscais sem precedentes. O último foi o pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão que distribuiu, entre outros benefícios, cheques de até US$ 1.400 para a maioria das famílias americanas enfrentar as consequências da pandemia.

(Com informações da Reuters e Valor)

Deixe um comentário