Linx informa que compra pela Stone será analisada pelo tribunal administrativo do Cade

LinkedIn

A Linx informa, no âmbito da combinação de negócios da Linx e da Stone Participações objeto do Acordo de Associação celebrado em 11 de agosto de 2020, conforme aditado, que o Parecer Técnico da Superintendência Geral do CADE, que recomendou a aprovação, sem restrições, do Ato de Concentração que trata da Operação, foi objeto de recurso e será analisado pelo Tribunal Administrativo do CADE.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:LINX3), esta quarta-feira (07).

A Companhia manterá seus acionistas e o mercado em geral informados acerca do andamento do referido processo e da decisão final que vier a ser proferida pelo Tribunal Administrativo do CADE.

Até que a aprovação final do CADE ocorra, as Companhias continuarão operando de forma independente.

A Linx pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 10 de maio.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões, no 3T20

A Linx apresentou prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, ante perda de R$ 171 mil no mesmo período de 2019.

Os resultados da Linx referente a suas operações do segundo trimestre de 2020, foram divulgados no dia 09/11/2020.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – de R$ 44,6 milhões no penúltimo trimestre deste ano, 11,3% acima do Ebitda de R$ 40 milhões de igual intervalo do ano passado.

A margem Ebitda passou de 20,4% para 20,2% entre os dois períodos.

A receita operacional líquida foi de R$ 220,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 12,2% sobre a receita de R$ 196,9 milhões em igual período do ano passado

Deixe um comentário