Lojas Renner levanta R$ 4 bilhões em follow on

LinkedIn

A Lojas Renner precificou a R$ 39,00 por ação sua oferta subsequente de ações (follow-on) – um desconto de 2,4% sobre tela. A oferta base, de 102 milhões de ações, levantou R$ 3,98 bilhões. A companhia tinha ainda a opção de lote adicional de até 35,7 milhões de ações, que não foi exercida.

O Fato Relevante foi divulgado pela empresa (BOV:LREN3) na madrugada desta sexta-feira (30). Confira o comunicado!

Com o aumento aprovado, o novo capital social da Renner será de R$ 7,783 bilhões, dividido em 898.170.210 ações ordinárias. As ações serão negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) a partir do dia 3 de maio, sendo que a liquidação física e financeira acontecerá no dia 4 do mesmo mês.

A expectativa era que a Renner também tivesse um grande alvo em vista – notadamente C&A e Dafiti, nas contas dos investidores e analistas, após frenesi da oferta da Arezzo pela Hering, que acabou sendo levada pelo Grupo Soma.

Por isso buscava uma oferta grande de ações. (Com o lote adicional, o montante da oferta subiria para R$ 5,4 bilhões).

Mas nas reuniões com investidores para a operação, a administração da Renner tirou esse possibilidade da frente. “Deixaram claro que nem C&A e nem Dafiti”, diz um grande gestor de ações.

A administração não poderia mesmo fixar um nome sem uma proposta na mesa alheia, mas apresentou sua estratégia. E ela consiste em pequenas aquisições ao longo de 18 meses, para transformar a companhia em uma plataforma on-line mais diversa – com compra de fintechs, marcas de beleza, decoração.

O entendimento da administração é que a companhia tem muito a andar com o e-commerce e foi bastante vocal nas reuniões com investidores sobre isso. Como o negócio de varejo físico ia muito bem na empresa, a estratégia on-line ficou de lado – e agora entraria em foco com esse capital.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

Deixe um comentário