M. Dias Branco aprova JCP intercalares e divulga calendário de 2021

LinkedIn
A M. Dias Branco aprovou distribuições intercalares de Juros sobre o Capital Próprio (JCP), relativos ao ano de 2021. De acordo com a companhia, esses pagamentos farão parte do percentual de 60% do lucro a ser distribuído relativo ao exercício social de 2021 e deverão ser imputados ao dividendo mínimo obrigatório.
O valor bruto corresponde a R$ 0,050 por ação (BOV:MDIA3) e a data do pagamento será realizado no dia 22 de abril.
Pela cotação desta quarta-feira no fechamento, a R$ 30,70, esse valor líquido representa 0,13% de rendimento.
Terão direito ao provento os acionistas com base acionárias (Data “Com”) no dia 07/04/21, com as ações sendo negociadas “Ex JCP” no dia 08/04/21.
O provento foi aprovado em reunião realizada em 31/03/2021 e divulgada nesta quinta-feira (01), após o pregão.
  • Valor por ação ordinária : R$ 0,05
  • Data-COM: 07 de abril de 2021
  • Data-EX: 08 de abril de 2021
  • Data de pagamento: 22 de abril de 2021

Os valores seguem a política de Remuneração aos Acionistas da M. Dias Branco. Confira as datas de 2021:

Período de Referência Data Com direito Data Ex-JCP Pagamento
1T21 07/04/2021 08/04/2021 21/04/2021
2T21 16/06/2021 17/06/2021 30/06/2021
3T21 16/09/2021 17/09/2021 30/09/2021
4T21 16/12/2021 17/12/2021 30/12/2021

Lucro líquido de R$ 763,8 milhões, alta de 37,2%

A M. Dias Branco, maior fabricante de biscoitos e massas do Brasil, dona de 19 marcas — incluindo Vitarella, Richester, Fortaleza, Piraquê, Isabela, Estrela e Adria —, encerrou o ano de 2020 com lucro líquido de R$ 763,8 milhões, alta de 37,2% na comparação com o ano de 2019.

A companhia, assim como outras empresas do setor de alimentos, teve o desempenho nos três primeiros trimestres do ano passado impulsionado, em parte, pelo aumento na demanda doméstica por seus produtos, uma vez que as medidas de isolamento social resultaram no fechamento de food service e exigiram mais refeições em casa.

A receita líquida cresceu 18,8%, atingindo R$ 7,3 bilhões, com crescimento em todos os trimestres do ano. Destaque para o período que compreende o segundo e o terceiro trimestre, quando observamos maior nível de demanda no Brasil.

4T20

A M. Dias Branco, maior fabricante de biscoitos e massas alimentícias do país, encerrou o quarto trimestre do ano com lucro líquido de R$ 209 milhões, valor 21,1% abaixo do lucro apurado no mesmo período de 2019.

“Observamos desaceleração do nosso crescimento, fruto do arrefecimento da demanda e dos reajustes nos preços, especialmente na região de defesa (Norte e Nordeste)”, destacou a M. Dias em comunicado divulgado para imprensa e investidores. O resultado da M. Dias Branco interrompe um ciclo de quatro altas consecutivas no lucro líquido.

Deixe um comentário