Ministério das Comunicações aprova emissão de debêntures de até R$ 5,75 bilhões incentivadas pela Tim

LinkedIn

O Ministério das Comunicações aprovou o enquadramento de projeto da Tim (BOV:TIMS3) como prioritário para fins de emissão de debêntures incentivadas. Com isso, a empresa poderá emitir papéis com incentivo fiscal para financiar os investimentos.

De acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, a empresa foi autorizada a emitir até R$ 5,753 bilhões para financiar projeto, que inclui investimentos em rede 5G.

De acordo com a descrição do projeto, o objetivo é “implantar, ampliar, manter, recuperar, adequar e/ou modernizar rede de transporte, rede acesso fixo e móvel, centro de dados (datacenter), rede de comunicação máquina a máquina, rede 5G ou superior e infraestrutura para virtualização de rede de telecomunicações, melhorando a qualidade e a disponibilidade de serviços oferecidos” em 21 unidades da federação, incluindo São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro.

A Tim pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 05 de maio.

Lucro líquido de R$ 1,844 bilhão em 2020, baixa de 49,1% em relação ao ano anterior

A operadora de telecomunicações Tim registrou lucro de R$ 1,844 bilhão em 2020, baixa de 49,1% em relação ao ano anterior. No acumulado do ano, o Ebitda totalizou R$ 8,342 bilhões, queda de 13,5%.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A receita líquida em 2020 chegou a R$ 17,268 bilhões, diminuição de 0,6%.

Deixe um comentário